Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Hannah Arendt e a exemplaridade subversiva: por uma ética pós-metafísica

André Duarte

Resumo


Arendt redefine o sentido da ética e da política numa chave pós-metafísica, rompendo as amarras teleológicas e prescritivas que nortearam o pensamento filosófico sobre a ação política e o comportamento ético. Neste projeto, Arendt enfatiza o modo de ser da exemplaridade subversiva como capacidade de aparecer publicamente e resistir à violência, mesmo que tal aparição seja silenciosa e passiva. Para demonstrar o potencial ético-político pós-metafísico da exemplaridade subversiva, recorremos à análise de textos nos quais se esboça o projeto de uma ética negativa e reflexionante, que não determina como agir, mas o que não fazer ou quando interromper o curso da ação.

Palavras-chave


Arendt; Etica pós-metafísica; Exemplaridade subversiva; Pensamento; Juízo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v0i9p27-48

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADO POR:  Clase; International Philosophical Bibliography - Répertoire bibliographique de la philosophie; Latindex; The Philosopher's Index; Ulrich’s Periodicals Directory. ESTRATO A2 NO QUALIS DA CAPES.