O pessimismo e a questão social em Philipp Mainländer

  • Flamarion Caldeira Ramos Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Mainländer, Schopenhauer, Pessimismo, Socialismo, Redenção

Resumo

Trata-se apenas, neste artigo, de apresentar em suas linhas gerais o pensamento de Philipp Mainländer (1841-1876), filosofio hoje completamente esquecido, mas que já teve leitores como Nietzsche, Borges e Cioran, e que a história da filosofia reconhece apenas como defenson e praticamente do suicídio. Mais desconcertante, porém, que as consequências extremas que Mainländer retira da filosofia Schopenhauer, é a sua intenção de conciliar o mais extremo pessimismo metafísico com um pensamento político socialista. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flamarion Caldeira Ramos, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Doutorando do Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo e bolsista FAPESP

Publicado
2007-12-14
Como Citar
Ramos, F. (2007). O pessimismo e a questão social em Philipp Mainländer. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, (10), 35-50. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v0i10p35-50
Seção
Artigos