Metáforas da economia no dicionário de colocações do português brasileiro: Uma análise multidimensional baseada em corpus

  • Tony Berber Sardinha Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.
  • Cristina Mayer Acunzo Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.
  • Telma de Lurdes São Bento Ferreira GELC/PUCSP
Palavras-chave: Linguística de Corpus. Português brasileiro. Colocações. Economia. Metáfora. Análise multidimensional.

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma análise multidimensional baseada em corpus da linguagem da economia brasileira, a partir de um estudo que determinou as principais dimensões baseadas nas colocações estatísticas das +8.000 palavras mais frequentes da língua portuguesa do Brasil (Berber Sardinha et al., no prelo). O corpus utilizado foi o Corpus Brasileiro (LAEL, CEPRIL, PUCSP, Fapesp, CNPq), um corpus de multirregistros com 1 bilhão de palavras. Dimensões de colocação são parâmetros comunicativos que subjazem escolhas colocacionais e a metodologia para a sua identificação é fundamentada na abordagem da Análise Multidimensional desenvolvida por Biber (1988). Este estudo focou a dimensão 6, que reflete a linguagem usada para falar sobre a economia no português brasileiro; essa dimensão foi subdividida em cinco outras (sub)dimensões, as quais caracterizam as nuances da linguagem da economia. Essas cinco (sub)dimensões foram posteriormente analisadas à mão para a identificação de metáforas e essa análise revelou que as metáforas estão presentes em quase 30% das colocações. Além disso, as metáforas não estão distribuídas de maneira equilibrada nas (sub)dimensões da linguagem da economia. Esse estudo é parte de um extenso projeto cujo objetivo final é a criação de um dicionário de colocações baseado em corpus das colocações do português brasileiro.

Biografia do Autor

Tony Berber Sardinha, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.
Professor do Departamento de Linguística e do Programa de Estudos Pós-graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.
Cristina Mayer Acunzo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.
Pesquisadora do Grupo de Estudos de Linguística de Corpus (GELC; PUC-SP/CNPq) e professora da Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.
Telma de Lurdes São Bento Ferreira, GELC/PUCSP
Autora de materiais didáticos e pesquisadora do Grupo de Estudos de Linguística de Corpus (GELC; PUC-SP/CNPq), São Paulo, SP, Brasil.

Referências

Berber Sardinha T. Linguística de Corpus. São Paulo: Manole; 2004.

Berber Sardinha T. Metáfora. São Paulo: Parábola; 2007.

Berber Sardinha T, Acunzo C, São Bento Ferreira T. Dimensions of collocation in Brazilian Portuguese: exploring the Brazilian corpus on Sketch Engine. In: Diab M, Villavicencio A, organizadores. Essays in Lexical Semantics in honor of Adam Kilgarriff. Berlin / New York: Springer; no prelo.

Berber Sardinha T, Kauffmann C, Acunzo C. A multi-dimensional analysis of register variation in Brazilian Portuguese. Corpora. 2014a;(9):239-271.

Berber Sardinha T, Kauffmann C, Acunzo C. Dimensions of register variation in Brazilian Portuguese. In: Berber Sardinha T, Veirano Pinto M, editores. Multi-dimensional analysis, 25 years on. Amsterdam: John Benjamins; 2014b. p. 35-80.

Biber D. Variation across speech and writing. Cambridge: Cambridge University Press; 1988.

Biber D. Multi-dimensional approaches. In: Lüdeling A, Kytö M, editores. Corpus Linguistics: an international handbook. Berlin/New York: Walter de Gruyter; 2009. p. 822-855.

Biber D, Conrad S, Reppen R. Corpus Linguistics: investigating language structure and use. Cambridge: Cambridge University Press; 1998.

Firth JR. Papers in linguistics 1934-1951. Oxford: Oxford University Press; 1957. Hoey M. Patterns of lexis in text. Oxford: Oxford University Press; 1991.

Kilgarriff A, Kosem I. Corpus tools for lexicographers. In: Granger S, Paquot M, editores. Electronic Lexicography. Oxford: Oxford University Press; 2012. p. 31-56.

Kilgarriff, A, Baisa V, Bušta J, Jakubíek M, Ková V, Michelfeit J, Rychlý P, Suchomel V. The Sketch Engine: ten years on. In: Lexicography. Springer Berlin Heidelberg; 2014. p. 1-30.

Pragglejaz Group. MIP: A Method for identifying metaphorically used words in discourse. Metaphor and Symbol. 2007; 22(1):1-39.

Rychlý P. A lexicographer-friendly association score. In Sojka P, Horák A, organizadores. Proceedings of Recent Advances in Slavonic Natural Language Processing – RASLAN. Brno: Masaryk University; 2008. p. 6-9.

SAS Institute Inc. SAS ® 9.2 Procedure user’s guide. Cary, NC: SAS Institute Inc.; 2009. Sinclair J. Corpus, concordance, collocation. Oxford: Oxford University Press; 1991. Sinclair J. Trust the text: language, corpus and discourse. Londres: Routledge; 2004.

Publicado
2016-10-21
Como Citar
Berber Sardinha, T., Mayer Acunzo, C., & São Bento Ferreira, T. (2016). Metáforas da economia no dicionário de colocações do português brasileiro: Uma análise multidimensional baseada em corpus. Filologia E Linguística Portuguesa, 18(1), 175-198. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v18i1p175-198
Seção
Artigos