Limites e articulações entre as modalidades e o mediativo como marcadores da responsabilidade enunciativa em texto acadêmico

  • Jorge Luis Queiroz Carvalho Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Cleide Alane Dantas Balbino Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Maria Eliete de Queiroz Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Rosângela Alves dos Santos Bernardino Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Responsabilidade enunciativa, Modalidade, Mediativo, Texto acadêmico.

Resumo

Este artigo objetiva identificar, descrever e interpretar os marcadores da responsabilidade enunciativa em texto acadêmico por meio do exame das categorias das modalidades e mediativo. A abordagem teórico-metodológica que seguimos tem por base os postulados da Análise Textual dos Discursos (ATD), de acordo com as considerações de Adam (2011). Nossas discussões e embasamentos teóricos também se pautam nos estudos de Rabatel (2009), sobre a responsabilidade enunciativa, de Campos (2004) e Castilho & Castilho (2002), acerca da categoria das modalidades, de Guentchèva (1994), a respeito da categoria do mediativo, e de Neves (2012), que promove uma discussão que articula ambas as categorias. A análise mostrou que os locutores-enunciadores (L1/E1) mantêm seus pontos de vista sob a dependência do ponto de vista de enunciadores segundos (e2). Também observamos que L1/E1 expressa diferentes graus de engajamento em relação às informações relatadas, assumindo ou imputando a responsabilidade enunciativa.

Publicado
2014-07-01
Como Citar
Carvalho, J. L., Balbino, C., Queiroz, M. E., & Bernardino, R. (2014). Limites e articulações entre as modalidades e o mediativo como marcadores da responsabilidade enunciativa em texto acadêmico. Filologia E Linguística Portuguesa, 16(1), 95-119. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v16i1p95-119
Seção
Artigos