Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Limites e articulações entre as modalidades e o mediativo como marcadores da responsabilidade enunciativa em texto acadêmico

Jorge Luis Queiroz Carvalho, Cleide Alane Dantas Balbino, Maria Eliete de Queiroz, Rosângela Alves dos Santos Bernardino

Resumo


Este artigo objetiva identificar, descrever e interpretar os marcadores da responsabilidade enunciativa em texto acadêmico por meio do exame das categorias das modalidades e mediativo. A abordagem teórico-metodológica que seguimos tem por base os postulados da Análise Textual dos Discursos (ATD), de acordo com as considerações de Adam (2011). Nossas discussões e embasamentos teóricos também se pautam nos estudos de Rabatel (2009), sobre a responsabilidade enunciativa, de Campos (2004) e Castilho & Castilho (2002), acerca da categoria das modalidades, de Guentchèva (1994), a respeito da categoria do mediativo, e de Neves (2012), que promove uma discussão que articula ambas as categorias. A análise mostrou que os locutores-enunciadores (L1/E1) mantêm seus pontos de vista sob a dependência do ponto de vista de enunciadores segundos (e2). Também observamos que L1/E1 expressa diferentes graus de engajamento em relação às informações relatadas, assumindo ou imputando a responsabilidade enunciativa.


Palavras-chave


Responsabilidade enunciativa; Modalidade; Mediativo; Texto acadêmico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v16i1p95-119

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais