Discurso jurídico e imagens

  • Maria Helena Cruz Pistori Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil
Palavras-chave: Discurso jurídico, Análise dialógica do discurso, Persuasão, Verbo-visualidade

Resumo

Este artigo tem o objetivo de tecer considerações a respeito do uso argumentativo de imagens, preferentemente fotografias, em processos judiciais das áreas penal e trabalhista. Partindo da concepção teórico-meto- dológica inspirada na obra de Bakhtin e do Círculo – a Análise Dialógica do Discurso, compreende cada enunciado processual como pertencente a um gênero definido da esfera ideológica do Direito e, como tal, apresentando um conteúdo temático, estilo e forma estrutural próprias; além disso, consti- tuem-se como o projeto discursivo único do enunciador que, eventualmente, nele pode conjugar palavras e imagens na construção persuasiva do sentido. Nos enunciados apresentados, tais conjuntos verbo-visuais constituíram posicionamentos valorativos concordantes ou não, e a análise mostrou as diferentes vozes dos inúmeros discursos que circulam em nossa sociedade.

Biografia do Autor

Maria Helena Cruz Pistori, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil
Doutorado em Letras / USP; Pós-Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem - PUC-SP; editora executiva de Bakhtiniana. Revista de Estudos do Discurso.

Referências

Aristóteles. Retórica. Manuel Alexandre Júnior, tradutor. 3ª ed. Lisboa: Imprensa Nacional; Casa da Moeda; 2006.

Bakhtin M. O discurso no romance. In: Bakhtin M. Questões de literatura e de estética. A teoria do romance. Aurora Fornoni Bernadini et al., tradutores. 3ª.ed. São Paulo: UNESP; 1993. p. 71-210.

Bakhtin M. Os gêneros do discurso. In: Bakhtin M. Estética da criação verbal. 4.ed. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes; 2006. p. 261-306.

Bakhtin M. O problema do conteúdo, do material e da forma na criação literária. In: Bakhtin M. Estética da criação verbal. 4.ed. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes; 2006. p. 307-336.

Bakhtin M. O problema do texto na linguística, na filosofia e em outras ciências humanas. In: Bakhtin M. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra, tradutor. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes; 2006. p. 307-336.

Bakhtin M. Problemas da poética de Dostoiévski. Paulo Bezerra, tradutor. 4ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária; 2008.

Bakhtin M (Volochinov VN). Marxismo e filosofia da linguagem. Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Michel Laud e Yara F. Vieira, tradutores. 8ª ed. São Paulo: HUCITEC; 1981.

Barthes R. Le message photographique. Communications. 1961;1:127-138. [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://www.persee.fr/web/revues/home/prescript/article/comm_0588-8018_1961_num_1_1_921.

Bittar ECB. Linguagem jurídica. São Paulo: Saraiva; 2001.

Brait B. A construção do sentido: um exemplo fotográfico persuasivo. Língua e literatura. 2015; 21: 19-27.

Brait B. Revisitando mitologias pelas lentes dialógicas. Desenredo. 2014;10:9-30. [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://www.upf.br/seer/index.php/rd/article/view/4094/2638

Brait B. Olhar e ler: verbo-visualidade em perspectiva dialógica. Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso, 2013a;8:43-66. [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/14141/12911

Brait B. Jean Peytard, dialogisme et analyse du discours. Synergies Monde. 2013b; 10:17-27. [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://www.persee.fr/web/revues/home/prescript/article/igram_0222-9838_1996_num_71_1_2981_t1_0059_0000_2

Brait B. Dulce sabor a Brasil antiguo: perspectiva dialógica. Páginas de Guarda. Revista de lenguaje, edición y cultura escrita. 2009;7:52-66.

Brait B. Análise e teoria do discurso. In: Brait B, organizadora. Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto; 2008. p. 9-31.

Brait B. Uma perspectiva dialógica de teoria, método e análise. Gragoatá. 2006;20:47-62. [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://www.uff.br/revistagragoata/ojs/index.php/gragoata/article/view/324/325.

Brait B. A construção do sentido: um exemplo fotográfico persuasivo. In: Língua e literatura, n.21, 1995; p.19-27.

Brait B, Dugnani BL. Em cartaz, a cara e o corpo da linguagem das ruas. In: Brait B. Dialogismo: teoria e(m) prática. São Paulo: Terracota; 2014.

Brait B, Pistori, MHC. A produtividade do conceito de gênero discursivo em Bakhtin e o Círculo. Alfa. Revista de Linguística. São Paulo, 56 (2):371-401,2012. [citado em 22 fev. 2015]. Disponível em: http://seer.fclar.unesp.br/alfa/article/viewFile/5531/4343

Édeline F, Klinkenberg, JM. Introduction. Revue Protée. Théories et pratiques sémiotiques. Rhétoriques du visible. 1996; 24(1). [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://constellation.uqac.ca/2359/.

Faraco CA. Linguagem e diálogo. As ideias linguísticas do Círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola; 2009.

Floch JM. Semiótica plástica e linguagem publicitária. Significação. 1987;6:29-50.

Grillo SVC. Esfera e campo. In: Brait B, organizadora. Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto; 2008. p. 133-160.

Grillo SVC. Enunciados verbo-visuais na divulgação científica. Revista da ANPOLL. 2010; 27:215-243. [citado em 20 fev. 2015]. Disponível em: http://www.anpoll.org.br/revista/index.php/revista/article/viewFile/149/159

Kress G. Multimodality. A social semiotic approach to contemporary communication. London/New York: Routledge; 2010.

Medviédev PN. O método formal nos estudos literários. Introdução crítica a uma poética sociológica. Ekaterina Vólkova Américo e Sheila Camargo Grillo, tradutoras. São Paulo: Contexto; 2011.

Pistori MHC. Persuasão e eficácia discursiva no direito: modos de ser, modos de dizer. [tese] São Paulo: Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. 2008. [citado em 14 nov. 2011]. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-06042009-171515/

Pistori MHC. Mikhail Bakhtin e Retórica. Um diálogo possível e produtivo. RÉTOR. 2013; 1(3):60-85. [citado em 22 jan. 2014]. Disponível em: http://www.revistaretor.org/pdf/retor0301_pistori.pdf.

Pistori MHC. Dialogia na persuasão “publicitária”. Bakhtiniana. Revista de Estudos do Discurso. 2014a;9(1):148-167. [citado em 10 mar. 2014]. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/16717/14756

Pistori MHC. Verbo-visualidade e argumentação em discursos jurídico-processuais, 2014b. [citado em 10 mar. 2015]. Disponível em: http://www.unicv.edu.cv/images/ail/78Pistori.pdf.

Pistori MHC. Democracia, jornalismo e discurso jurídico: ressonâncias dialógicas e hegemonia. In: Brait B; Magalhães AS. Dialogismo: teoria e(m) prática. São Paulo: Terracota; 2014c. p. 153-170.

Voloshinov, VN. Marxisme e philosophe du langage. Les problèmes fondamentaux de la méthode sociologique dans la science du langage. Traduite du russe par Patrick Sériot et Inna Tylkowski-Ageeva. Limoges: Lambert-Lucas; 2010.

Voloshinov, VN. Qu’est-ce que la langue et le langage? In: Voloshinov VN. Marxisme et philosophie du langage. Les problèmes fondamentaux de la méthode sociologique dans la science du langagem. Préface Patrick Sériot. Limoges: Lambert-Lucas; 2010. p. 519-563.

Publicado
2016-04-07
Como Citar
Pistori, M. H. C. (2016). Discurso jurídico e imagens. Filologia E Linguística Portuguesa, 17(2), 597-618. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v17i2p597-618
Seção
Artigos