Conhecimento de graduandos em Fisioterapia na Universidade de Fortaleza sobre o Sistema Único de Saúde

  • Liane Barreto Diógenes Pinheiro Universidade de Fortaleza
  • Paula Nogueira Diógenes Universidade de Fortaleza
  • Marcelo de Carvalho Filgueiras Universidade de Fortaleza
  • Ana Paula de Vasconcellos Abdon Universidade de Fortaleza
  • Érika Augusta Batista Lopes Universidade de Fortaleza
Palavras-chave: Avaliação, Educação superior, Fisioterapia (especialidade), Sistema Único de Saúde

Resumo

Um novo modelo de saúde pública, visando corrigir o sistema de saúde inadequado às necessidades da população, foi proposto na 8ª Conferência Nacional de Saúde em 1986. Até hoje, porém, o funcionamento do sistema único de saúde (SUS) ainda está muito distante de seus princípios básicos. Uma questão freqüente a respeito é a da capacitação de profissionais para atuar no SUS. Este estudo objetivou avaliar o conhecimento sobre o SUS dos graduandos em Fisioterapia na Universidade de Fortaleza, por meio da aplicação de um questionário especialmente elaborado. Participaram 56 dentre os 68 graduandos em 2007, independente de sexo e idade. Os resultados mostram que 41 (73,2%) dos entrevistados alegam ter recebido na graduação formação adequada para atuar no SUS; 32 (62,5%) tinham feito estágio em unidade básica de saúde; e 47 (83,9%) julgaram-se aptos a atuar no sistema. A média de acertos sobre os princípios doutrinários e organizacionais, origem, função e financiamento do SUS foi significativamente maior que a de erros (p<0,05). Pode-se concluir que a maioria dos acadêmicos de Fisioterapia da Unifor revelam deter conhecimento sobre o SUS, adquirido em grande parte no curso de graduação, e acreditam estar preparados para atuar no sistema único de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-09-01
Como Citar
Pinheiro, L., Diógenes, P., Filgueiras, M., Abdon, A., & Lopes, Érika. (2009). Conhecimento de graduandos em Fisioterapia na Universidade de Fortaleza sobre o Sistema Único de Saúde . Fisioterapia E Pesquisa, 16(3), 211-215. https://doi.org/10.1590/S1809-29502009000300004
Seção
Pesquisa Original