Analysis of muscle activation during reaching movement in active, active-assisted and self-assisted conditions in post-stroke patients

  • Adriano Araújo de Carvalho
  • Edson Meneses da Silva Filho
  • Rayssa Silva do Nascimento
  • Sarah Fernanda Dantas de Medeiros
  • Núbia Maria Freire Vieira Lima Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Faculdade de Ciências da Saúde do Trair
  • Enio Walker Azevedo Cacho Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Faculdade de Ciências da Saúde do Trair
  • Roberta de Oliveira Cacho Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Faculdade de Ciências da Saúde do Trair
Palavras-chave: Acidente Vascular Cerebral, Eletromiografia, Reabilitação, Fisioterapia

Resumo

O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é uma patologia que frequentemente causa limitações motoras nos Membros Superiores (MMSS) gerando prejuízos funcionais nos movimentos de alcance. O objetivo do estudo foi analisar o recrutamento muscular do membro superior parético durante três condições de alcance: ativo, ativo-assistido e autoassistido, através de dados eletromiográficos das fibras anteriores do Músculo Deltoide (MD), Bíceps Braquial (BB) e Tríceps Braquial (TB). Estudo do tipo transversal que utilizou como testes clínicos o miniexame do estado mental, escala de equilíbrio de Berg, medida de independência funcional, escala modificada de Ashworth e escala de Fugl-Meyer – seção MMSS. A coleta dos dados eletromiográficos de superfície foi realizada utilizando-se o eletromiógrafo e eletrodos de configuração bipolar da EMG System do Brasil com três canais posicionados nos pontos motores do MD (fibras anteriores), BB e TB de ambos os membros superiores. As variáveis clínicas apresentaram resultados de comprometimento motor, cognitivo e funcional leves. Os dados eletromiográficos mostraram que o MD e TB durante o alcance ativo-assistido contraíram mais que no alcance autoassistido (p<0.05). Os MD e TB apresentaram diferenças significativas durante os movimentos de alcance, enquanto que o músculo BB não mostrou alterações. Entre os diversos tipos de alcance, o ativo-assistido foi o que proporcionou maior ativação muscular. Sugere-se que sejam feitos ensaios clínicos para verificar a eficácia dos treinamentos

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-04-22
Como Citar
Carvalho, A., Silva Filho, E., Nascimento, R., Medeiros, S., Lima, N., Cacho, E., & Cacho, R. (2019). Analysis of muscle activation during reaching movement in active, active-assisted and self-assisted conditions in post-stroke patients. Fisioterapia E Pesquisa, 26(1), 31-36. https://doi.org/10.1590/1809-2950/17023226012019
Seção
Pesquisa Original