Comparação da atividade elétrica dos músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral oblíquo em indivíduos com disfunção fêmoro-patelar

Autores

  • Patrícia Horta Andrade Universidade Federal de São Carlos
  • Débora Bevilaqua Grosso Universidade do Triângulo
  • Fausto Berzin Universidade Estadual de Campinas
  • Ivana Gil Universidade Estadual de Campinas
  • Vanessa Monteiro Pedro Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.1590/fpusp.v8i2.79425

Palavras-chave:

Condutividade elétrica, Terapia por exercício, Músculos/fisiopatologia, Doenças musculoesqueléticas/reabilitação, Ligamento patelar

Resumo

A proposta deste trabalho foi comparar a atividade elétrica dos músculos vasto medial oblíquo (VMO) e vasto lateral oblíquo (VLO), no exercício isométrico de extensão do joelho associado a rotação medial e lateral da tíbia, em cadeira cinética fechada (CCF), no aparelho Leg Press em indivíduos com disfunção fêmoro-patelar (DFP). Para este estudo foram avaliados 9 indivíduos com DFP, sendo 3 bilateralmente, todos de sexo feminino, com idade média 21,55+- 1,87 anos. A análise da atividade elétrica dos músculos VMO e VLO foi obtida por meio de um Módulo Condicionador de Sinais (MSC1000 V2) de 16 canais (Lynx). Para a captação dos potenciais de ação dos músculos estudados foram utilizados eletrodos ativos diferenciais simples de superfície (Lynx). A análise estatística empregada foi a ANOVA ONE-WAY, (p<0,05). Os resultados evidenciaram que a atividade elétrica dos músculos não foi significativamente diferente nos exercícios de extensão do joelho associado a rotação medial e lateral da tíbia, inter intramúsculos. Além disso, sugeriram que, nas condições experimentais utlizadas, os ecercícios propostos para os indivíduos com DFP geram um padrão de recrutamento similar dos músculos VMO e VLO.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Horta Andrade, Universidade Federal de São Carlos

Professora Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos

Débora Bevilaqua Grosso, Universidade do Triângulo

Professora Doutora do Mestrado em Fisioterapia do Centro Universidade do Triângulo - UNIT

Fausto Berzin, Universidade Estadual de Campinas

Professor titular do Departamento de Morfologia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba, FOP da Universidade Estadual de Campinas

Ivana Gil, Universidade Estadual de Campinas

Professora Doutora do Departamento de Odontologia Social da Faculdade de Odontologia de Piracicaba - FOP, Universidade Estadual de Campinas

Vanessa Monteiro Pedro, Universidade Federal de São Carlos

Professor Adjunto III do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, Chefe do Laboratório de Avaliação e Intervenção em Ortopedia e Traumatologia - LAIOT

Downloads

Como Citar

Andrade, P. H., Grosso, D. B., Berzin, F., Gil, I., & Pedro, V. M. (2001). Comparação da atividade elétrica dos músculos vasto medial oblíquo e vasto lateral oblíquo em indivíduos com disfunção fêmoro-patelar. Fisioterapia E Pesquisa, 8(2), 65-71. https://doi.org/10.1590/fpusp.v8i2.79425

Edição

Seção

Artigos