Mário de Andrade e Lévi-Strauss: aprendizes de um certo Brasil

Autores

  • Raquel Illescas Bueno Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2594-9632.geoliterart.2018.140270

Palavras-chave:

Literatura de viagem, O turista aprendiz, Tristes trópicos

Resumo

Nas décadas de 1920 e 1930, Mário de Andrade e Lévi-Strauss percorreram áreas bastante isoladas do território brasileiro. Foram, assim, viajantes e aprendizes de um certo Brasil profundo, que se propuseram a divulgar e preservar. Este trabalho identifica pontos de convergência entre os relatos de viagem reunidos em O turista aprendiz (primeira publicação, 1976) e Tristes trópicos (1955) e compara aspectos da observação da cultura brasileira por cada um dos autores. O interesse pela arte popular e pelas culturas indígenas, com visada antropológica, são elementos basilares das duas obras. Ainda que os pontos de partida de seus autores fossem distintos, tanto geográfica como ideologicamente, a perspectiva antietnocêntrica é marcante nos dois trabalhos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Illescas Bueno, Universidade Federal do Paraná

Professora da Universidade Federal do Paraná

Referências

ANDRADE, Mário de. A situação etnográfica no Brasil. Jornal Síntese. Belo Horizonte, out. 1936. n. 1. ano 1. In. Cantos populares do Brasil: a missão de Mário de Andrade. Catálogo. São Paulo: Centro Cultural São Paulo, s.d., p. 14.

ANDRADE, Mário de. O turista aprendiz.São Paulo: Duas Cidades, 1983

ANDRADE, Mário de. Oscocos. São Paulo: Duas Cidades, 1984.

ANDRADE, Mário de. Música de feitiçaria no Brasil. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; Brasília: INL, Fundação Nacional Pró-memória, 1983.

ANDRADE, Mário de. Ensaio sobre a música brasileira. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia, 2006.

FARIA, Luiz de Castro. Um outro olhar; diário da expedição à Serra do Norte. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2001.

FRANÇA, Melissa de M. Tristes trópicos, de Claude Lévi-Strauss: entre a etnografia e a literatura. Dissert. de Mestrado. São Paulo: USP, 2006. Disponível em http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=80419. Acesso em 8 mar. 2013.

GALVÃO, Walnice N. Trópicos não tão tristes. Folha de São Paulo, São Paulo, Mais! 23 nov. 2008. Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs2311200810.htm. Acessoem 8 mar. 2013.

IANNI, Octavio. Enigmas da modernidade-mundo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

LÉVI-STRAUSS, Claude. Depertoedelonge. São Paulo: Cosac Naify, 2005.

LÉVI-STRAUSS, Claude. LongedoBrasil. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

LÉVI-STRAUSS, Claude. Opensamentoselvagem. Trad. Tânia Pellegrini. Campinas: Papirus, 1989.

LÉVI-STRAUSS, Claude. Tristestrópicos. Trad. Rosa Freire D'Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

LOPEZ, TELÊ A. Homenagem a Dina e Claude Lévi-Strauss: exposição 1937, Paris. RevistadoInstitutodeEstudosBrasileiros. São Paulo, n. 38, p. 202-220, 1995.

LOPEZ, TELÊ A. Mário de Andrade: ramais e caminho. São Paulo: Duas Cidades, 1972.

LOPEZ, TELÊ A. O Turista Aprendiz II: Dimensões de um Diário de Viagem. São Paulo: USP, 2012. Disponível em http://www.ieb.usp.br/curso/ieb5024-o-turista-aprendiz-ii-de-um-diario-de-viagem. Acesso em 20 abr. 2013.

PEIXOTO, Fernanda. Lévi-Strauss no Brasil: a formação do etnólogo. Rio de Janeiro, Mana, n, 4, v. 1, p. 79-107.

QUEIROZ, Ruben C. de.;NOBRE, Renarde F., orgs. Lévi-Strauss: leituras brasileiras. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2008.

TRAVASSOS, Elizabeth. Mário e o folclore. Revista do Patrimônio Histórico Artístico Nacional, Brasília, n. 30, 2002,p.90-109.

SANDRONI, Carlos. Mário, Oneyda, Dina e Claude. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, n. 30, 2002, p. 233-245.

VALENTINI, Luisa. Um laboratório de antropologia: o encontro entre Mário de Andrade, Dina Dreyfus e Claude Lévi-Strauss (1935-1938). Dissert. de Mestrado. São Paulo: USP, 2010.

WILCKEN, Patrick. Claude Lévi-Strauss; o poeta no laboratório. Trad. Denise Bottmann. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011.

Downloads

Publicado

2018-01-15

Como Citar

Bueno, R. I. (2018). Mário de Andrade e Lévi-Strauss: aprendizes de um certo Brasil. Revista Geografia, Literatura E Arte, 1(1), 54-70. https://doi.org/10.11606/issn.2594-9632.geoliterart.2018.140270

Edição

Seção

Artigos