Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Na busca pelo campo, o encontro com os fundamentos da cidade: Sandra Lencioni, um capítulo na história da Geografia Crítica uspiana

Elisa Favaro Verdi

Resumo


O presente artigo objetiva analisar a dissertação de mestrado de Lencioni (1985) inserida na produção do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo durante as décadas de 1970 e 1980. A dissertação em tela é aqui interpretada como parte fundamental de um processo de consolidação de uma Geografia materialista e dialética que trouxe novos conteúdos para as pesquisas na disciplina e que transformou a leitura que essa ciência parcelar realiza da forma como a sociedade e o espaço se relacionam. O entendimento de que essa relação é dialética, de que o espaço é produzido socialmente e de que a cidade, o urbano e a metrópole são reveladores das contradições dessa produção foi uma longa construção que se desenvolveu em diálogo com a produção da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e a sua chamada tradição crítica.


Palavras-chave


Geografia Crítica; Universidade de São Paulo; tradição crítica; marxismo; produção social do espaço

Texto completo:

PDF

Referências


AB’SABER, A. N. Pierre Monbeig: a herança intelectual de um geógrafo. Revista de Estudos Avançados, São Paulo, v.8, n.22, 1994.

ABREU, M. A. O estudo geográfico da cidade no Brasil: evolução e avaliação. Contribuição à história do pensamento geográfico brasileiro. In: FRIDMAN, F.; HAESBAERT, R. Escritos sobre espaço e história. Rio de Janeiro: Garammond, 2014.

ANDRADE, M. C. O pensamento geográfico e a realidade brasileira. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, n.54, jun/1977.

AZEVEDO, A. A Geografia em São Paulo e sua evolução. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, n.16, mar/1954.

AZEVEDO, A.; SILVEIRA, J. D. O ensino de Geografia na Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, n.3, out/1949.

BENEDITO, M. 1968, por aí... memórias burlescas da ditadura. 1 ed. São Paulo: Publisher Brasil, 2008.

BERDOULAY, V. La formation de l’école française de géographie (1870-1914). Paris: Éditions du CTHS, 2008.

CANDIDO, A. A Faculdade no centenário da abolição. Revista Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, n.34, nov/1992.

CANDIDO, A. Faculdade de Filosofia completa 70 anos. Informe FFLCH. São Paulo, n. 8, fev/2004.

CARLOS, A. F. A. Memorial para concurso de Professor Titular. 2005

CARLOS, A. F. A. Reflexões sobre o espaço geográfico. 1979. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1979

Chauí, M. Marilena Chauí homenageada pela FFLCH. Informe FFLCH. São Paulo, n. 5, set/out 2003.

Chauí, M. S. Escritos sobre a universidade. São Paulo: Editora UNESP, 2001.

COSTA, W. M. O processo contemporâneo de industrialização (um estudo sobre a expansão da produção industrial em território paulista). 1982. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP. 1982.

CUNHA, L. A. A universidade reformanda – o golpe de 1964 e a modernização do ensino superior. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988.

DAMIANI, A. L. Memorial para concurso de Professor Titular. 2009.

DAMIANI, A. L. Na busca das favelas o encontro do “peão” que permanece. As favelas de Cubatão num quadro de desenvolvimento do centro petroquímico siderúrgico. 1984. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1984.

FERNANDES, F. A questão da USP. São Paulo: Brasiliense, 1984.

GIANNAZI, C. Marcha contra o saber. O golpe militar de 1964 e o AI-e na Universidade de São Paulo. São Paulo: Global, 2014.

GIANNOTTI, J. A. A Universidade em ritmo de barbárie. São Paulo: Brasiliense, 1986.

HIRANO, S. Tradição e mudança social no Brasil. In: D’INCAO, M. A.; SCARAbôtolo, e. F. (Orgs.). Dentro do texto, dentro da vida: ensaios sobre Antonio Candido. São Paulo: Companhia das Letras, 1992, pp.86-100.

LACOSTE, Yves. La géographie, ça sert, d’abord, à faire la guerre. Paris: Fraçois Maspero, 1 ed., 1976.

LENCIONI, S. Agricultura e urbanização. A capitalização no campo e a transformação da cidade. Jardinópolis, o estudo de um lugar. 1985. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1985.

LENCIONI, S. Memorial para concurso de Professor Titular. 2006.

LUNA, F. V.; KLEIN, H. S. Transformações econômicas no período militar (1964-1985). In: REIS FILHO, D. A.; RIDENTI, M.; MOTTA, R. P. S. (Orgs). A ditadura que mudou o Brasil: 50 anos do golpe de 1964. Rio de Janeiro: Zahar, 2014, pp. 92-111

MARTINS, J. S. Antonio Candido e a sociologia em São Paulo. In: AGUIAR, F. (Org.). Antonio Candido: pensamento e militância. São Paulo: Ed. Humanitas, 1999, pp. 296-298.

MARTINS, J. S. O cativeiro da terra. São Paulo: Livraria Editora Ciências Humanas, 1 ed., 1979.

MATHIAS, S.; CANDIDO, A.; DANTAS, C. A. B.; LYRA, C. B.; DURHAN, E. R.; CARDOSO, R. C. L. Os acontecimentos da rua Maria Antônia (2 e 3 de outubro de 1968). São Paulo: FFLCH/USP, 1988.

MENDES, J. C. A Universidade de São Paulo – súmula de sua história. São Paulo: Publicação ACIESP, 1978.

MONBEIG, P. Novos estudos de Geografia Humana. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1957.

MONBEIG, P. Pionniers et planteurs de São Paulo. Paris: Librairie Armand Colin, 1952.

MONTEIRO, C. A. F. A Geografia no Brasil (1934-1977): avaliação e tendências. São Paulo: IGEOG – USP Série Teses e Monografias, n.37, 1980.

MORAES, A. C. R. Entrevista. In: SCARIM, P. C. Coetâneos da critica: uma contribuição ao estudo do movimento de renovação da geografia brasileira. 2000. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP. São Paulo, 2000.

Moraes, A. C. R. Geografia: pequena história crítica. 19 ed. São Paulo: Annablume, 2005.

MORAES, A. C. R. Contribuição para uma história crítica do pensamento geográfico: Alexandre Von Humboldt, Karl Ritter e Friedrich Ratzel. 1983. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1983.

MORAES, J. Q. Na Maria Antônia dos anos 60: a reforma da filosofia e a revanche dos golpistas. In: SANTOS, M. C. L. (Org). Maria Antônia: uma rua na contramão. São Paulo: Ed. Nobel, 1988, pp. 106-113

MOTTA, R. P. S. A modernização autoritário-conservadora nas universidades e a influência da cultura política. In: REIS FILHO, D. A.; RIDENTI, M.; MOTTA, R. P. S. (Orgs). A ditadura que mudou o Brasil: 50 anos do golpe de 1964. Rio de Janeiro: Zahar, 2014, pp. 48-65

NAPOLITANO, M. 1964: história do regime militar brasileiro. São Paulo: Contexto, 2014.

OLIVEIRA, A. U. Contribuição para o estudo da Geografia Agrária: crítica ao ‘Estado Isolado’ de Von Thünen. 1978. Tese (Doutorado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1978.

OLIVEIRA, A. U. Entrevista. In: VERDI, E. F. Produção geográfica e ruptura crítica: a Geografia uspiana entre 1964 e 1985. 2015. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 2015.

OLIVEIRA, A. U. Espaço e Tempo: compreensão materialista dialética. In: SANTOS, M. (Org.). Novos rumos da Geografia Brasileira. São Paulo: Hucitec, 1982.

OLIVEIRA, F. A expansão pós-1964: nova revolução econômica burguesa ou progressão das contradições? In: OLIVEIRA, F. Crítica à razão dualista – O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003.

PEDROSA, B. V. A controvérsia da Geografia crítica no Brasil. Geosul, Florianópolis, v. 30, n. 59, p 7-27, jan/jun. 2015.

PETRONE, P. As mudanças recentes da organização do espaço econômico do estado de São Paulo e suas repercussões nos quadros urbanos. Caderno de Ciências da Terra, Instituto de Geografia/USP, n.20, 1972.

PETRONE, P. História do Pensamento Geográfico. São Paulo: Borrador, n.2, 1994.

PETRONE, P. Os aldeamentos paulistas e sua função de valorização da região paulistana: estudo de Geografia Histórica. 1964. Tese (Livre-Docência) em Geografia. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1964.

PORTO-GONÇALVES, C. W. Entrevista. In: SCARIM, P. C. Coetâneos da critica: uma contribuição ao estudo do movimento de renovação da geografia brasileira. 2000. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP. São Paulo, 2000.

REIS FILHO, D. A. Classe operária, partido de quadros e revolução socialista. O itinerário da Política Operária – POLOP (1961-1986). In: REIS FILHO, D. A.; FERREIRA, J. Revolução e Democracia. 1964... Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

RIDENTI, M. O fantasma da revolução brasileira. São Paulo: Editora UNESP, 2010.

RODRIGUES, L. S. A produção social do marxismo universitário em São Paulo: mestres, discípulos e ‘um seminário’ (1958-1978). Tese (Doutorado) em História Social. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 2011.

ROSSINI, R. E. Contribuição ao estudo do êxodo rural no estado de São Paulo. 1975. Tese (Doutorado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1975.

ROSSINI, R. E. Serra Azul – o homem e a cidade. 1971. Dissertação (Mestrado) em Geografia HUmana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1971.

SADER, M. R. C. T. Evolução na paisagem rural de Itu, num espaço de 100 anos. 1970. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1970.

SCHWARZ, R. Seqüências brasileiras: ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

SEABRA, O. C. L. Entrevista. In: VERDI, E. F. Produção geográfica e ruptura crítica: a Geografia uspiana entre 1964 e 1985. 2015. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 2015

SEABRA, O. C. L. Memorial para concurso de Professor Livre-Docente. 2003.

SIQUEIRA, G. Memória: Geraldo Siqueira. Entrevista à Ricardo de Azevedo. Teoria e Debate, n.65, fev/mar. 2006.

TOLEDO, C. N. 1964: o golpe contra as reformas e a democracia. Revista Brasileira de História. São Paulo, v.24, n.47, 2004, pp. 13-28.

VERDI, E. F. Produção geográfica e ruptura crítica: a Geografia uspiana entre 1964 e 1985. 2015. Dissertação (Mestrado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 2015.

VESENTINI, J. W. A capital da geopolítica (um estudo geográfico sobre a implantação de Brasília). 1984. Tese (Doutorado) em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 1984.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2016.124411

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Elisa Favaro Verdi

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

GEOUSP: Espaço e Tempo (Online)
ISSN 2179-0892
Departamento de Geografia - FFLCH - USP
geouspusp.br / www.geografia.fflch.usp.br