Mobilidade geográfica e acessibilidade: uma proposição teórica

Palavras-chave: mobilidade geográfica, acessibilidade, interações espaciais, mobilidade urbana

Resumo

mobilidade geográfia e acessibilidade: uma proposição teórica

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Abid Castillo, Universidade Estadual de Campinas

Departamento de Geografia

Instituto de Geociências,

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Referências

ANTAS JR., R. M. Território e regulação: espaço geográfico, fonte material e não-formal do Direito. São Paulo: Humanitas, 2005.

ANTAS JR., R. M. O complexo industrial da saúde no Brasil: uma abordagem a partir dos conceitos de circuito espacial produtivo e círculos de cooperação no espaço. Geographia, v. 16, n. 32, 2014.

CARR, N. G. TI doesn’t matter. Harvard Business Review, may 2003.

COCCO, R. G. Interações espaciais e sistemas de transporte público: uma abordagem para Bauru, Marília e Presidente Prudente. Dissertação. Mestrado em Geografia. Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Presidente Prudente, SP: 2011.

CORRÊA, Roberto Lobato. Processos, formas e interações espaciais. Revista Brasileira de Geografia, v. 61, n. 1, 2016.

CUNHA, Manuela Carneiro da. Relações e dissensões entre saberes tradicionais e saberes científicos. Revista USP, n. 75, 2007.

DIAS, L. C. Os sentidos da rede: notas para discussão. In: DIAS, L. C. & SILVEIRA, R. L. L. (org.). Redes, sociedades e territórios. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2005.

EVASO, A. O espaço vertiginoso. Dissertação. Mestrado em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2006.

GAUDEMAR, J.-P. Mobilidade do trabalho e acumulação do capital. Lisboa: Estampa, 1977.

RAFFESTIN, C. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993

SANTOS, B. de S. Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pós-moderna. Estudos Avançados, v. 2, n. 2, p. 46-71, 1988.

SANTOS, M. Espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana nos países subdesenvolvidos. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1978.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

SANTOS, M.; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SILVEIRA, M. R.; COCCO, R. G. Transporte público, mobilidade e planejamento urbano: contradições essenciais. Estudos Avançados, 27 (79), 2013.

ULIAN, F. Sistemas de transportes terrestres de passageiros em tempos de reestruturação produtiva na região metropolitana de São Paulo. Tese. Doutorado em Geografia Humana. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2008.

VASCONCELLOS, E. A. Circular é preciso, viver não é preciso: a história do trânsito na cidade de São Paulo. São Paulo: Annablume, 1999.

Publicado
2018-03-15
Como Citar
Castillo, R. (2018). Mobilidade geográfica e acessibilidade: uma proposição teórica. GEOUSP Espaço E Tempo (Online), 21(3), 644-649. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2017.140561
Seção
Ensaio