Boletim Paulista de Geografia (1949-2018): abordagem da análise bibliométrica

Palavras-chave: Geografia, BPG, Bibliometria, Artigo

Resumo

Uma análise bibliométrica do Boletim Paulista de Geografia (BPG), no período de 1949 a 2018, foi realizada. Dentre os 485 artigos, os autores mais citados foram: Milton Santos (469), Paul Singer (377), Ariovaldo Umbelino Oliveira (155). Os maiores índices H da revista destacaram a produtividade de Aziz Ab´Saber e Aroldo de Azevedo. A proporção do gênero dos autores foi de 69% de homens e de 31% de mulheres. Após 2007, os percentuais mostraram maior equilíbrio: 53% de homens e 47% de mulheres. Do total de 559 autores, houve 403 artigos com um único autor (83%) e 82 com coautoria (17%). Os idiomas predominantes das referências foram: português (68%), inglês (19%) e francês (13%). Até 1965, os livros predominaram dentre as citações, entre 1966 e 1990 os percentuais foram semelhantes e, a partir de 1991, os artigos se tornaram o principal tipo de referência citada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabíola Magalhães Andrade, Universidade de São Paulo

Doutoranda do programa de Pós-graduação em Geografia Física do Departamento de Geografia - FFLCH - USP

Professora do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza: Tietê, São Paulo

Alfredo Pereira de Queiroz, Universidade de São Paulo

Professor do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Referências

ALCOFORADO, M. J. et al. Finisterra. Biografia de uma revista de geografia (1966-2015). Finisterra, v. 50, n. 100, p. 9–33, 2015.
ANDRADE, M. C. DE. O pensamento geográfico e a realidade brasileira. Boletim Paulista de Geografia, v. 54, n. 1, p. 5–28, 1977.
ANDRADE, M. C. A construção da geografia brasileira. Finisterra, v. 34, n. 67–68, p. 21–30, 1999.
ANTAS Jr. R.M. Editorial: A produção de periódicos na geografia. Geosup: espaço e tempo. v. 23, n.1,p. 5-6, 2019.
AZEVEDO, A. DE. Palavras de apresentação. Boletim Paulista de Geografia, v. 1, n. 1, p. 2, 1949.
AZEVEDO, A. DE. Cinco anos de existência. Boletim Paulista de Geografia, v. 13, n. 1, p. 3–4, 1953.
AZEVEDO, A. DE. Dez anos de existência. Boletim Paulista de Geografia, v. 30, n. 1, p. 3–4, 1958.
BONDI, L. Progress in geography and gender: Feminism and difference. Progress in Human Geography, v. 14, n. 3, p. 438–445, 1990.
BOWLBY, S. Women, work and the family: control and constraints. Geography, v. 75, n. 1, p. 17–26, 1990.
CAMPOS, L. A.; FERES JÚNIOR, J.; GUARNIERI, F. 50 Anos da Revista DADOS: Uma Análise Bibliométrica do seu Perfil Disciplinar e Temático. Revista Dados, v. 60, n. 3, p. 623–661, 2017.
CARLOS, A. F. A. A geografia brasileira, hoje: algumas reflexões. Terra Livre, v. I, n. 18, p. 161–178, 2002.
CASTELLAR, S. M. V. Editorial. Boletim Paulista de Geografia, v. 1, n. 81, p. 5–6, 2005.
COBO, M. J. et al. Science Mapping Software Tools: Review, Analysis, and Cooperative Study Among Tools. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 62, n. 7, p. 1382–1402, 2011.
CONTEL, F. B. Editorial. Boletim Paulista de Geografia, v. 94, n. 1, p. 1–2, 2016.
CONTI, J. B. A contribuição da Geografia da Universidade de São Paulo para a construção da Geografia Brasileira. Boletim Paulista de Geografia, v. 100, n. 1, p. 85–95, 2018.
FERREIRA, L. O. et al. Institucionalização das ciências, sistema de gênero e produção científica no Brasil (1939-1969). História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 15, n. 1, p. 43–71, 2008.
GARCIA-RAMON, M. D.; MONK, J. Gender and geography: World views and practices. Belgeo, n. 3, p. 247–259, 2007.
GATRELL, A. C.; SMITH, A. Networks of relations among a set of geographical journals. Professional Geographer, v. 36, n. 3, p. 300–307, 1984.
HARZING, A. W. Publish or Perish, 2007.
HIRSCH, J. E. An index to quantify an individual’s scientific research output. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 102, n. 46, p. 16569–16572, 2005.
HUGGETT, S. Journal bibliometrics indicators and citation ethics: A discussion of current issues. Atherosclerosis, v. 230, n. 2, p. 275–277, 2013.
LEMOS, A. I. G. DE. Em busca de uma Geografia Latino-Americana Crítica ou por uma Geografia Mestiça. Boletim Paulista de Geografia, v. 100, n. 1, p. 112–129, 2018.
MARRARA, T. Internacionalização da Pós-Graduação: objetivos, formas e avaliação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 4, n. 8, p. 245–262, 2007.
MONK, J. Finisterra Annual Lecture: Placing gender in geography, directions, challenges, and opportunities. Finisterra, v. 53, n. 108, p. 3–14, 2018.
OLIVEIRA, É. B. Produção científica nacional na área de geociências : análise de critérios de editoração , difusão e indexação em bases de dados. Ciência da Informação, v. 34, n. 2, p. 34–42, 2005.
PESSANHA, C. 50 Anos de DADOS - Revista de Ciências Sociais: uma Introdução à Coleção. Revista Dados, v. 60, n. 3, p. 605–622, 2017.
PONTUSCHKA, N. N. Editorial. Boletim Paulista de Geografia, v. 2, n. 70, p. 3–4, 1992.
QUONIAM, L. et al. Inteligência obtida pela aplicação de data mining em base de teses francesas sobre o Brasil. Ciência da Informação, v. 30, n. 2, p. 20–28, 2001.
ROBINSON, W. C.; POSTON, P. E. Literature Use by Geography Scholars. Behavioral & Social Sciences Librarian, v. 25, n. 1, p. 13–31, 2006.
RODRIGUES, L. M. Duas décadas a serviço da Geografia. Boletim Paulista de Geografia, v. 19, n. 1, p. 67–86, 1955.
SCHÄFER, M. B.; FLORES, D. A digitalização de documentos arquivísticos no contexto brasileiro. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 6, n. 2, p. 1–31, 2013.
STODDART, D. R. Growth and Structure of Geography. Transactions of the Institute of British Geographers, v. 41, n. jun, p. 1–19, 1967.
VAN ECK, N. J. Methodological Advances in Bibliometric Mapping of Science. Erasmus University Rotterdam, 2011.
VAN ECK, N. J.; WALTMAN, L. Software survey: VOSviewer, a computer program for bibliometric mapping. Scientometrics, v. 84, n. 2, p. 523–538, 2010.
WHITEHAND, J. W. R. The impact of geographical at the ISI data journals : a look. Area, v. 16, n. 2, p. 185–187, 1984.
WRIGLEY, N.; MATTHEWS, S. Citation classics and citation levels in geography. Area, v. 18, n. 3, p. 185–194, 1986.
ZUPIC, I.; ČATER, T. Bibliometric Methods in Management and Organization. Organizational Research Methods, v. 18, n. 3, p. 429–472, 2015.
Publicado
2019-06-28
Como Citar
Andrade, F., & Queiroz, A. (2019). Boletim Paulista de Geografia (1949-2018): abordagem da análise bibliométrica. GEOUSP Espaço E Tempo (Online), 23(2), 375-393. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2019.157649
Seção
Artigos