A Amazônia brasileira: formação histórico-territorial e perspectivas para o século XXI

Autores

  • Maria Goretti da Costa Tavares Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2011.74209

Palavras-chave:

Amazônia, Formação territorial, Herança africana.

Resumo

O presente artigo discute as transformações no processo de formação territorial no estado da região amazônica. Apresentando como objetivos centrais a geograficidade das missões religiosas, a política pombalina e o valor simbólico das formas espaciais, a herança africana na Amazônia, a economia da borracha e as reorganização do território a partir da segunda metade do século XX e as perspectivas para o século XXI. Identificando-se que a região foi conquistada e ocupada pelos portugueses do século XVII a XIX, que se utilizaram de várias estratégias de ocupação do território – as fortalezas, as missões religiosas, a política pombalina, em seguida a economia da borracha. No século XX ocorre a mudança de estratégia de circulação dos rios para as rodovias, que resulta no século XXI, em um espaço regional marcado pelas contradições socioeconômicas e ambientais decorrentes do modelo histórico e espacial de desenvolvimento excludente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-30

Como Citar

TAVARES, M. G. da C. A Amazônia brasileira: formação histórico-territorial e perspectivas para o século XXI. GEOUSP Espaço e Tempo (Online), [S. l.], v. 15, n. 2, p. 107-121, 2011. DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2011.74209. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/74209. Acesso em: 27 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)