NOVAS GEOPOLÍTICAS, IGREJAS E POPULAÇÃO SEM RELIGIÃO: ANARQUIA RELIGIOSA NO BRASIL?

  • Alberto Pereira dos Santos Universidade Estadual do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Geopolítica, Igrejas, Populações religiosas, Anarquia religiosa, Emancipação espiritual

Resumo

Quais as relações entre geopolítica e religião? Esta indagação se constitui como uma das questões centrais deste trabalho que visa refletir acerca dos aspectos políticos das igrejas, enquanto estrutura de poder religioso, e suas relações com as populações religiosas no território brasileiro. Nossa hipótese considera que as igrejas exercem geopolíticas para manter e expandir o “capital religioso”. A análise geográfica da realidade brasileira identifica evidências de um processo lento e fecundo de metamorfose das religiosidades através da emancipação espiritual e do crescimento da população religiosa sem religião, fenômeno que se configura filosoficamente como anarquia religiosa no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alberto Pereira dos Santos, Universidade Estadual do Rio de Janeiro
Doutor e Mestre em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (USP). Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).
Publicado
2013-04-30
Como Citar
Santos, A. (2013). NOVAS GEOPOLÍTICAS, IGREJAS E POPULAÇÃO SEM RELIGIÃO: ANARQUIA RELIGIOSA NO BRASIL?. GEOUSP Espaço E Tempo (Online), (33), 68-83. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2013.74302
Seção
Artigos