iPatrimônio

Georreferenciamento do Patrimônio Cultural Brasileiro

Palavras-chave: Patrimônio cultural, Mídia digital, Educação patrimonial

Resumo

De acordo com a Constituição Federal, cabe unir esforços entre Poder Público e comunidade para a promoção e a proteção do patrimônio cultural nacional. Para tanto, é necessário que existam canais de informação e comunicação entre os agentes mencionados. O presente artigo busca mostrar a importância da centralização da informação sobre os bens tombados e registrados pelos vários órgãos de preservação e o papel do georreferenciamento nesse contexto. Por meio de ampla coleta de listas e informações em websites oficiais, foi organizada uma plataforma online chamada iPatrimônio para auxiliar na divulgação do patrimônio cultural brasileiro. Durante a coleta de informações, constatou-se que, quando se trata da divulgação de informação pelos diversos órgãos de preservação: 1. vários órgãos não possuem sites próprios; 2. órgãos que possuem sites próprios nem sempre disponibilizam a lista de bens tombados ou informação sobre eles; e 3. os canais de comunicação com os órgãos não funcionam. Além disso, a plataforma iPatrimônio será analisada em comparação com o INDE e o SICG.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALESSANDRA, Karla. Falta de investimento põe em risco existência do IPHAN, alerta presidente do instituto. Brasília: Câmara dos Deputados, 2017. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/radio/materias/RADIOAGENCIA/548007-FALTA-DE-INVESTIMENTO-POE-EM-RISCO-EXISTENCIA-DO-IPHAN,-ALERTA-PRESIDENTE-DO-INSTITUTO.html>. Acesso em: 09 Dez. 2018.

BARATTO, Romullo. Iphan lança plataforma de conhecimento e gestão do patrimônio construído. Archdaily, 10 Nov. 2017 [online]. Disponível em: <https://www.archdaily.com.br/br/883302/iphan-lanca-plataforma-de-conhecimento-e-gestao-do-patrimonio-construido>. Acesso em: 09 Dez. 2018.

BRASIL. Constituição Federal (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. LAI: A Lei de Acesso à Informação. s.d. [online] Disponível em: <http://www.acessoainformacao.gov.br/assuntos/conheca-seu-direito/a-lei-de-acesso-a-informacao>. Acesso em: 09 Dez. 2018.

BRASIL. Lei nº 12.527/2011, de 18 de novembro de 2011. Lei de Acesso à Informação. Brasília: Presidência da República, 2011. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm>. Acesso em: 18 Ago. 2018.

CAMARGO, Ana Paula Leite de; SANTOS, Isabel Pereira dos. Bibliotecas virtuais e multimídia. In: André Barbosa Filho, Cosette Castro, Takashi Tome (Orgs.). Mídias digitais: convergência tecnológica e inclusão social. São Paulo: Paulinas, 2005, p. 339-357.

G1. Congresso aprova a criação de 231 cargos para a intervenção federal no Rio e para o Ministério da Segurança. 15 Maio 2018. [online] Disponível em: <https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/congresso-aprova-mudar-a-lei-orcamentaria-para-criar-cargos-para-a-intervencao-federal-no-rio.ghtml?fbclid=IwAR3oNbMFzl6dDcKKslnAHxqrmIaMX-7pR8ayXyiFjFpTX4MwtvMrGqQs0gQ>. Acesso em: 09 Dez. 2018.

HUIBFY. O que você precisa saber para alcançar o topo do Google? Descubra aqui! 23 de agosto de 2018 [online] Disponível em: <https://hubify.com.br/blog/como-alcancar-o-topo-do-google/>. Acesso em: 18 Ago. 2018.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de Informações Básicas Municipais: Perfil dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

PATEL, Neil. O Que é SEO: O Guia Completo Para Você Alcançar o 1º Lugar do Google (2018) [online] Disponível em: <https://neilpatel.com/br/o-que-e-seo-o-guia-completo-da-otimizacao-dos-motores-de-busca/#comogooglefunciona>. Acesso em: 18 Ago. 2018.

PORTA, Paula. Política de preservação do patrimônio cultural no Brasil: diretrizes, linhas de ação e resultados: 2000/2010. Brasília: Iphan/Monumenta, 2012. Disponível em: <http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/PubDivCol_PoliticaPreservacaoPatrimonioCulturalBrasil_m.pdf>. Acesso em: 18 Ago. 2018.

REPEP - Rede Paulista de Educação Patrimonial. Princípios da educação patrimonial. s.d. Disponível em: <http://repep.fflch.usp.br/sites/repep.fflch.usp.br/files/u63/Principios%20da%20Repep.pdf>. Acesso em: 6 Mai. 2018.

ZAGATO, José Antonio Chinelato. Governos locais, participação social e patrimônio cultural: Análise da experiência de Iguape na preservação de seu conjunto urbano tombado. 2017. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do ABC, São Bernardo do Campo, 2017.

Publicado
2020-01-17
Como Citar
Soster, S., & Pratschke, A. (2020). iPatrimônio. Gestão & Tecnologia De Projetos, 15(1), 54-66. https://doi.org/10.11606/gtp.v15i1.152732