Simulação de visibilidade e oclusão em quarteirões históricos: análise comparativa dos softwares Arcgis, Cityengine e Cityzoom

  • Benamy Turkienicz Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Guilherme Kruger Dalcin Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Rodrigo Pereira Lersch Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Renato Silveira Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
Palavras-chave: Oclusão, Visibilidade, Ambiência Histórica, Cidades Históricas

Resumo

A equilibrada coexistência entre novas construções e conjuntos históricos costuma ajudar a preservar ambiências urbanas e a reforçar o protagonismo de edifícios de inegável valor plástico e cultural. Muitas vezes, restrições construtivas originadas em descrições subjetivas do espaço urbano geram excessos indesejáveis como a redução da atratividade de investimentos e a estagnação das relações sociais e econômicas existentes nestes lugares. Nos dias de hoje, ferramentas computacionais e tecnologias de visualização podem ser utilizadas para aumentar a percepção sobre limiares de interferência visual de novas construções sobre edificações históricas e, se criteriosamente utilizadas, podem contribuir para subsidiar a análise objetiva de impactos urbanísticos conferindo celeridade ao licenciamento das novas construções. Modelos computacionais podem ser utilizados para descrever, numérica e graficamente, espaços oclusos de áreas históricas e “mapear” a interferência de novas edificações. Tecnologias utilizadas para edição de projetos de arquitetura hoje disponíveis não oferecem este mapeamento: este artigo compara o desempenho de ferramentas computacionais que utilizam conceitos elementares de oclusão e visibilidade na aferição de impactos visuais urbanos. A comparação tem por objetivo diferenciar características funcionais destas ferramentas para representar e mensurar espaços dentro e fora dos campos visuais de transeuntes. O trabalho se divide em quatro partes. A primeira parte descreve os modelos conceituais de oclusão e visibilidade e suas aplicações computacionais em três softwares escolhidos para a análise comparativa: ArcGIS, CityEngine e Cityzoom. A segunda parte apresenta os métodos utilizados pelos três softwares para simulação e mensuração de “envelopes oclusos” em quarteirões históricos. Os métodos são testados, na terceira parte, em estudo de caso constituído por quadras do Centro Histórico da cidade de Pelotas - RS. Os resultados obtidos mostram diferenças entre modelos de dados: ArcGIS e CityEngine computam as partes visíveis dos volumes existentes, enquanto Cityzoom computa volumes virtuais em oclusão. Se os três softwares analisados contribuem para a aferição do impacto de novas edificações em ambiente urbano contendo edificações históricas, o software Cityzoom permite a modelagem e mensuração automática, conferindo maior rapidez de resposta em relação aos dois outros softwares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARCGIS. Esri ArcGIS: Overview. [S.I], 2018. Disponível em: https://www.esri.com/en-us/arcgis/about-arcgis/overview. Acesso em: 12 dez. 2018.

ALMEIDA, A.; GONÇALVES, L.; FALCÃO, A.; ILDEFONSO, S. 3D-GIS Heritage City Model: case study of historical city of Leiria. 19th AGILE International Conference on Geographic Information Science, Helsinki, 2016.

BATTY, Michael. Exploring Isovist Fields: Space and Shape in Architectural and Urban Morphology. Environment and Planning B Planning and Design, v. 28, p. 123-150, 2001. http://dx.doi.org/10.1068/b2725.

BENEDIKT, MICHAEL, To Take Hold of Space: Isovists and Isovist Fields; Environment and Planning B Planning and Design, v. 6, p. 47-65, 1979. http://dx.doi.org/10.1068/b060047.

CÂMARA, G. E DAVIS, C. Introdução à Ciência da Geoinformação. São José dos Campos: INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, 2001.

CITYENGINE. CityEngine: Advanced 3D city design software. [S.I], 2018. Disponível em: <https://www.esri.com/en-us/arcgis/products/esri-cityengine/overview>. Acesso em: 12 dez. 2018.

DALTON, R.; DALTON, N. The Problem of Representation of 3D Isovists. In: 10th International Space Syntax Symposim, 2015, Londres, Anais… Londres: University College of London, 2015. p. 141: 1 -18.

ELISEO, M. A.; PACHECO, B.; LOPES, F.; SILVEIRA, I.; Visualização Imersiva do Patrimônio Histórico: Um Modelo Espaço-Temporal para o Campus Mackenzie. In: SIGraDi 2009: 13th Congress of the Iberoamerican Society of Digital Graphics, 2009, São Paulo. Anais… São Paulo, 2009. p: 170-173.

ESCORTEGANHA, M.; SANTIOGO; A.; BAYON, J.; BILAL, E. Percepção da Utilização do Geoprocessamento e a Fotogrametria na Preservação do Patrimônio Cultural. In: 10° Congresso Brasileiro de Cadastro Técnico Multifinalitário Territorial, 2012, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UFSC Florianópolis, 2012.

FRACCAROLI, C. A percepção da forma e sua relação com o fenômeno artístico: o problema visto através da Gestalt. São Paulo: FAUUSP, 1982.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN): Normatização de Cidades Históricas: orientações para a elaboração de diretrizes e Normas de Preservação para áreas urbanas tombadas. Brasília: IPHAN, 2011.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Portaria n° 10, de setembro de 1986.

PELOTAS. Lei nº 5502, de 11 de Setembro de 2008. Institui o Plano Diretor municipal e estabelece as diretrizes e proposições de ordenamento e desenvolvimento territorial no município de Pelotas, e dá outras providências.

SANDER, H.; MANSON, M.; Heights and locations of artificial structures in viewshed calculation: How close is close enough? Landscape and Urban Planning, v. 82, ed. 4, p. 257-270, 2007.

SIQUEIRA, C. Preservação e Renovação Urbana no Recife: uma dialética nos imóveis especiais de preservação. Recife: Faculdade Damas da Instrução Cristã, 2017.

TELLER, J. A spherical metric for the field-oriented analysis of complex urban open spaces. Environment and Planning B: Planning and Design, v. 30, p. 339-356, 2003.

TEODORO, T.; GOMES, H.; HEIDRICH, F.; SILVA, A. Otimização de Modelos Digitais para Visualização de Patrimônio Histórico-Arquitetônico em Realidade Aumentada. In: XVI Congresso da Sociedade Iberoamericana de Gráfica Digital, 2012, Fortaleza. Anais... Fortaleza, 2012. v.1, p. 423-425.

THIEL, P. People, paths, and purposes: Notations for a participatory envirotecture. Seattle: University of Washington Press, 1997.

TURKIENICZ, B.; GONÇALVES, B. G.; GRAZZIOTIN, P. CityZoom: A Visualization Tool for the Assessment of Planning Regulations. International Journal of Architectural Computing, p. 79 – 95, jan. 2018. http://dx.doi.org/10.1260/147807708784640144.

Publicado
2020-01-17
Como Citar
Turkienicz, B., Dalcin, G., Lersch, R., & Silveira, R. (2020). Simulação de visibilidade e oclusão em quarteirões históricos: análise comparativa dos softwares Arcgis, Cityengine e Cityzoom. Gestão & Tecnologia De Projetos, 15(1), 83-100. https://doi.org/10.11606/gtp.v15i1.152820