METACOMPILAÇÃO DE CLASSES PARA ACESSO A MODELOS IFC E SUGESTÕES PARA CRIAÇÃO DE CLASSES PARA ACESSO EM ALTO NÍVEL

  • Cervantes AYRES Filho UFPR
  • Sérgio Scheer Universidade Federal do Paraná [UFPR]
Palavras-chave: BIM, IFC, ifcXML, metacompilação, binding.

Resumo

As Industry Foundation Classes, IFC, são um esquema criado em EXPRESS para descrição e transmissão inequívoca de informações na indústria da construção. Atualmente, são consideradas um dos mais importantes agentes na busca pela interoperabilidade entre os sistemas utilizados na indústria. Mais de dez anos após a sua primeira versão, entretanto, as IFC’s continuam sendo utilizadas primordialmente em projetos-teste e experimentos isolados. Dentre as várias explicações para o baixo índice de implantação está o limitado número de ferramentas que permitam criar aplicações baseadas nele. A informação contida nos modelos de edifícios em formato IFC é extensamente particularizada, com as entidades que representam os elementos construtivos sendo reduzidas a tipos simples de dados e primitivos geométricos, separados em várias partes do arquivo. Essa característica precisa ser revertida durante a criação de aplicações que acessem modelos de edifícios, o que aumenta consideravelmente a tarefa de programação e dificulta a manutenção do código. Neste artigo são mostradas as principais formas de desenvolvimento de aplicações para acesso aos dados de modelos de edifícios em formato IFC. Também são apresentadas sugestões para a criação de uma ferramenta para metacompilação semiautomatizada de bibliotecas de classes Java, correspondentes às entidades IFC, que forneçam aos desenvolvedores métodos de acesso mais diretos e permitam a criação de aplicações de modo mais ágil. Palavras-chave: BIM, IFC, ifcXML, metacompilação, binding. ABSTRACT As Industry Foundation Classes, IFC, são um esquema criado em EXPRESS para descrição e transmissão inequívoca de informações na indústria da construção. Atualmente, são consideradas um dos mais importantes agentes na busca pela interoperabilidade entre os sistemas utilizados na indústria. Mais de dez anos após a sua primeira versão, entretanto, as IFC’s continuam sendo utilizadas primordialmente em projetos-teste e experimentos isolados. Dentre as várias explicações para o baixo índice de implantação está o limitado número de ferramentas que permitam criar aplicações baseadas nele. A informação contida nos modelos de edifícios em formato IFC é extensamente particularizada, com as entidades que representam os elementos construtivos sendo reduzidas a tipos simples de dados e primitivos geométricos, separados em várias partes do arquivo. Essa característica precisa ser revertida durante a criação de aplicações que acessem modelos de edifícios, o que aumenta consideravelmente a tarefa de programação e dificulta a manutenção do código. Neste artigo são mostradas as principais formas de desenvolvimento de aplicações para acesso aos dados de modelos de edifícios em formato IFC. Também são apresentadas sugestões para a criação de uma ferramenta para metacompilação semiautomatizada de bibliotecas de classes Java, correspondentes às entidades IFC, que forneçam aos desenvolvedores métodos de acesso mais diretos e permitam a criação de aplicações de modo mais ágil. Palavras-chave: BIM, IFC, ifcXML, metacompilação, binding. ACCESSING IFC MODEL THROUGH COMPILED CLASSES AND SUGGESTIONS FOR CREATING HIGHER-LEVEL ACCESS CLASSES ABSTRACT The Industry Foundation Classes, IFC, are schemes created in EXPRESS for describing and transmitting unambiguous information on the construction industry. Currently, they are considered one of the most important agents in the quest for system interoperability in construction industry. More than ten years after its first version, however, the IFC's continued being used primarily on projects and test separated experiments. Among the various explanations for the low level of implementation is the limited number of tools (API) for developing new IFC-enabled applications. The information contained in the building model in IFC format is widely individualized, with the entities that represent building blocks being reduced to simple data types and geometric primitives, spread around different portions of the file. This feature needs to be reversed during the application creation that access building models, which greatly increases programming task and difficult to maintain code. This paper shows the main approaches for application development of building model data access in IFC format. In addition, it presents suggestions for the creation of an API that could allow semiautomatic metacompilation of Java Library classes corresponding to IFC entities. Such tool provides developers with more direct access methods. Thus, applications could be created easily and faster, helping to disseminate the IFC schema in the building industry. Keywords: BIM, IFC, ifcXML, metacompilation, binding.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cervantes AYRES Filho, UFPR
Arquiteto, Mestrando em Engenharia de Construção Civil pela UFPR
Sérgio Scheer, Universidade Federal do Paraná [UFPR]
Sergio Scheer Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 Sergio Scheer concluiu o doutorado em Informática/Computação Gráfica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em 1993. É Consultor ad hoc da CAPES, CNPq, FINEP e da Fundação Araucária no Paraná e Professor Associado da Universidade Federal do Paraná onde atua desde 1981. Publicou 32 artigos em periódicos especializados e mais de 188 trabalhos completos em anais de eventos. Possui 8 capítulos de livros e 2 livros publicados. Possui 8 produções técnicas em softwares e outros 10 itens de produção técnica. Orientou 30 dissertações de mestrado e duas teses de doutorado, além de ter orientado 21 trabalhos de iniciação científica nas áreas de Ciência da Computação, Engenharia Civil e Tecnologias Educacionais. Recebeu 8 prêmios e homenagens. Atualmente coordena 4 projetos de pesquisa. Atua na área de Engenharia Civil (aplicações computacionais, ambientes virtuais e tecnologia da informação) e Ciência da Computação, com ênfase em Processamento Gráfico (Graphics) e Visualização. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: educação a distância, construção civil, objetos educacionais, educação de engenharia, editor gráfico interativo, ensino de engenharia estrutural, gerenciamento eletrônico de documentos, processo de projeto, ambientes virtuais e hipermídia. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq Currículo LATTES: http://lattes.cnpq.br/0695899382782312
Publicado
2009-12-15
Como Citar
AYRES Filho, C., & Scheer, S. (2009). METACOMPILAÇÃO DE CLASSES PARA ACESSO A MODELOS IFC E SUGESTÕES PARA CRIAÇÃO DE CLASSES PARA ACESSO EM ALTO NÍVEL. Gestão & Tecnologia De Projetos, 4(2), p.112-138. https://doi.org/10.4237/gtp.v4i2.112