AVALIAÇÃO DA ANÁLISE CRÍTICA COLETIVA DE PROJETO SOB A ÓTICA DOS ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO

Palavras-chave: Crítica, Autonomia, Ensino-aprendizagem de projeto.

Resumo

A prevalência de ambientes de ensino-aprendizagem de projeto caracterizados por uma rígida estrutura hierárquica tem sido recorrentemente apontada como um problema a ser enfrentado em prol da formação de profissionais críticos e compromissados com o bem-estar social. Diante da necessidade de elevar os alunos a coprodutores do conhecimento ao longo do processo de ensino-aprendizagem de projeto, o artigo objetiva investigar como a Análise Crítica Coletiva de Projeto (ACCP), uma modalidade de assessoramento coletivo de projeto que vem sendo aplicada na oficina Problemas de requalificação de áreas e edificações urbanas, é avaliada pelos alunos do curso noturno de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A análise qualitativa dos dados obtidos através da aplicação de um questionário indica que, segundo a percepção dos discentes, a ACCP, dependendo das habilidades e competências do professor, pode facilitar a criação de um ambiente de ensino-aprendizagem mais horizontal e propício ao desenvolvimento da capacidade de (auto)crítica e autonomia dos alunos. Dentre os outros benefícios associados à técnica, cabe destacar: (i) ampliação do quadro de referência; (ii) promoção da aprendizagem coletiva; (iii) otimização da produção projetual; (iv) promoção da criatividade; e (v) desenvolvimento de habilidades requeridas pelo trabalho em equipe, como a de apresentar, comunicar, ouvir, perguntar e argumentar diante de um grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-04
Como Citar
Barros, P. (2016). AVALIAÇÃO DA ANÁLISE CRÍTICA COLETIVA DE PROJETO SOB A ÓTICA DOS ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO. Gestão & Tecnologia De Projetos, 11(1), 83-94. https://doi.org/10.11606/gtp.v11i1.99202