Inserções corpóreas: o corpo (é) chama

  • Sophia Ferreira Pinheiro Universidade Federal de Goiás. Pós-Graduação em Antropologia Social
Palavras-chave: Gênero, Corpo feminino, Antropologia visual, Performance

Resumo

Neste ensaio visual, o meu campo é o meu corpo. Passei a observar mais o meu corpo quando comecei minha pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás, trabalhando com antropologia visual e gênero com as mulheres indígenas. Talvez este ensaio seja uma maneira de expressão máxima, uma tradução de uma experiência que vivi em campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sophia Ferreira Pinheiro, Universidade Federal de Goiás. Pós-Graduação em Antropologia Social
Mestranda em Antropologia Social no PPGAS/UFG e graduada em Artes Visuais Bach. Design Gráfico pela FAV/UFG
Publicado
2017-05-29
Como Citar
Pinheiro, S. (2017). Inserções corpóreas: o corpo (é) chama. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia, 2(1). https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2017.128986
Seção
Gestos, imagens e sons