Uso do Registro Audiovisual em uma Oficina de Música para Crianças com Autismo

  • Daniel Camparo Avila Universidad de la República. Instituto de Psicología de la Salud
Palavras-chave: Música, Autismo, Audiovisual, Microanálise, Etnomusicologia

Resumo

O presente artigo se vale da análise de uma oficina de música oferecida a crianças com autismo, destinada a discutir o uso do registro audiovisual. Primeiramente, os procedimentos empregados nas sessões e a metodologia de registro e análise são detalhados. Em seguida, a análise de um segmento registrado é apresentada, ilustrando os resultados gerais da pesquisa. Questões relativas às dimensões terapêuticas da música são enfatizadas, junto com uma discussão sobre a relação entre música e subjetividade, destacando as contribuições dadas pela etnomusicologia. Por fim, considerações são tecidas sobre o uso do registro audiovisual e as metodologias de análise, além das principais conclusões obtidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Camparo Avila, Universidad de la República. Instituto de Psicología de la Salud

Professor do programa de desarrollo psicológico y psicologia evolutiva da Universidad de la República, Instituto de Psicología de la Salud (Montevidéu, Uruguai). Doutor em psicologia escolar e do desenvolvimento humano pela USP.

Publicado
2017-05-29
Como Citar
Avila, D. (2017). Uso do Registro Audiovisual em uma Oficina de Música para Crianças com Autismo. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia, 2(1). https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2017.129129
Seção
Artigos