Cosmocinepolítica tikm’n-maxakali: ensaio sobre a invenção de uma cultura e de um cinema indígena (Dossiê Olhares Cruzados)

  • Ruben Caixeta de Queiroz Universidade Federal de Minas Gerais
  • Renata Otto Diniz Universidade de Brasília
Palavras-chave: Cinema indígena, Cosmopolítica, Ritual, Cosmologia, Documentário

Resumo

Neste trabalho refletimos acerca dos Tikm'n (também chamado de Maxakali) e suas maneiras de fazer cinema e ritual. Defendemos a ideia de que não se pode compreender a maneira de filmar e fazer cinema maxakali se não compreendemos a lógica e a estratégia em ação para fazer os rituais que, em geral, guiam a produção dos filmes. Por outro lado, ao fazer registros sobre esses rituais, estes multiplicam-se ao mesmo tempo que recuperam-se, em conjunto com a cultura de um povo. Mais do que isso, sugerimos que para melhor compreender esse cinema é necessário colocá-lo lado a lado aos conceitos que informam a cosmologia maxakali, sem esquecer que a história é narrada (para os filmes e além deles) do ponto de vista dos Maxakali sobre a pacificação ou a boa convivência que buscam com os “espíritos” e com o mundo dos brancos. Trata-se de uma cinecosmopolítica, ou, dito de outra forma, de um tipo de filme-ritual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ruben Caixeta de Queiroz, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Departamento de Antropologia e Arqueologia da FAFICH-UFMG. Pesquisador do CNPq. Editor da revista Devires - Cinema e Humanidades. Co-organizador (junto com Rosângela Tugny) do livro Músicas Africanas e Indígenas no Brasil (2008). Faz pesquisa junto às sociedades indígenas da Amazônia (região das Guianas) desde 1994.

 

Renata Otto Diniz, Universidade de Brasília

Mestre em Antropologia Social pela UFRJ no Museu Nacional (2006) e doutoranda em Antropologia Social na Universidade de Brasília. Faz pesquisa junto aos índios Awá-Guajá do Maranhão.

Publicado
2018-07-23
Como Citar
Queiroz, R., & Diniz, R. (2018). Cosmocinepolítica tikm’n-maxakali: ensaio sobre a invenção de uma cultura e de um cinema indígena (Dossiê Olhares Cruzados). GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia, 3(1). https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2018.142390
Seção
Artigos