Cilende: o baile das máscaras no Festival da Cultura Luvale (Angola)

  • Isabel Penoni Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional
Palavras-chave: Máscara, Dança, “Cultura”, Luvale, Angola

Resumo

Este artigo apresenta um material etnográfico e visual inédito sobre a performance dos makixi, ancestrais manifestados na forma de bailarinos mascarados, originais dos rituais de circuncisão (mukanda) praticados por povos bantu da grande área de confluência entre Angola, Zâmbia e República Democrática do Congo, entre eles, os Luvale. Proclamados Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2005, o lócus principal de sua performance é hoje o grande festival da “cultura” luvale, realizado desde os anos 1950 na Zâmbia e, mais recentemente, em Angola. Com base numa etnografia da versão angolana do festival, realizada entre 2012 e 2013, a autora focaliza os bailes de makixi que constituem a atração principal do festival, mostrando a estreita relação entre a morfologia das máscaras e seus estilos de dança, e contribuindo para reduzir a enorme lacuna aberta pelos quase quarenta anos sem nenhuma pesquisa realizada na área em decorrência da guerra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Penoni, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional

Isabel Penoni é diretora de teatro, cineasta e antropóloga, com pós-doutorado pelo Musée du quai-Branly (Paris, França). Pesquisadora associada ao Laboratório de Antropologia da Arte, da Memória e do Ritual (LARMe), do PPGAS-MN-UFRJ, desenvolve pesquisas e criações colaborativas na periferia urbana do Rio de Janeiro e em diferentes áreas indígenas do mundo. Atualmente, realiza novo estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação de Artes Cênicas (PPGAC) da UNIRIO. É diretora fundadora do grupo teatral carioca Cia Marginal, respondendo pela direção dos espetáculos “Qual é a nossa cara?” (2007), “Ô,Lili” (2011), “In_Trânsito” (2013) e “Eles não usam tênis naique” (2015). No cinema, dirigiu “Porcos Raivosos?” (10', 2012) e "Abigail" (17', 2016), ambos exibidos na Quinzena dos Realizadores (Cannes 2012 e 2016) e premiados em diversos festivais nacionais e internacionais.

Publicado
2018-07-23
Como Citar
Penoni, I. (2018). Cilende: o baile das máscaras no Festival da Cultura Luvale (Angola). GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia, 3(1). https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2018.142391
Seção
Artigos