Objeto afetivo: usos sociais, tempo e fotografias comentadas

  • Alexandre Araujo Bispo Universidade de São Paulo
Palavras-chave: O instante certo, Dorit Harazim, Fotografia, Objeto afetivo, Usos sociais da fotografia

Resumo

O texto é uma resenha do livro “O instante certo” de Dorrit Harazim. Sugere-se que o livro pode ser lido de três modos: como uma exposição de fotos, um documento que comprova a experiência profissional da autora, ou um álbum de família, no qual as fotos são visualizadas e acompanhadas de comentários. Nesse último sentido, o livro funciona como um objeto afetivo e seus textos como a fala da autora sobre as fotografias de que gosta. As imagens se transformam com o passar do tempo, ganham novos sentidos e usos, quanto podem ser esquecidas. Ao contar suas histórias Harazim as coloca novamente em circulação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Araujo Bispo, Universidade de São Paulo
Bacharel em Ciências Sociais, Mestre (2012) e doutorando em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo.  Desenvolve pesquisas sobre a relação entre biografia, práticas culturais,cultura visual, consumo de bens visuais em ambiente urbano, fotografia e memória. Membro do grupo de pesquisa CNPq Coletivo ASA: Arte, saberes e antropologia liderado pela professora Dra Fernanda Arêas Peixoto.
Publicado
2018-07-23
Como Citar
Bispo, A. (2018). Objeto afetivo: usos sociais, tempo e fotografias comentadas. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia, 3(1). https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2018.142634
Seção
T.E.R - Traduções, Entrevistas e Resenhas