Gênero de uma perna só

  • Marilyn Strathern University of Cambridge, Reino Unido.
Palavras-chave: Corpo, Teoria visual, Melanésia, Trocas cerimoniais, Rituais de iniciação

Resumo

Neste artigo, Marilyn Strathern busca construir uma teoria visual melanésia focando nos efeitos de tipos particulares de exibição, tais como práticas que acompanham iniciações ou trocas cerimoniais, tendo em vista que nesses contextos há um investimento na manipulação das formas por parte das pessoas. A autora busca responder, a partir dos matérias melanésios, o que seria ver para essas pessoas e que tipo de corpo é engendrado por uma prática visual em que o que se vê é deliberadamente tornado incompleto. 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilyn Strathern, University of Cambridge, Reino Unido.

Professora Emérita de Antropologia Social da Universidade de Cambridge e Presidente Vitalícia (Hon.) da UK Association of Social Anthropologists (ASA). Ela é conhecida especialmente pela obra The Gender of the Gift (1988), que faz uma crítica das teorias sobre sociedade e relações de gênero aplicadas na Melanésia, e que tem como complemento o seu outro trabalho, After Nature (1992), sobre o Reino Unido no período Thatcher. O seu livro mais recente, Before and After Gender (2016), também é um dos seus primeiros, inédito desde os anos 1970. A Papua Nova Guiné está sempre presente em suas investigações, sendo que a sua última visita a Mt Hagen foi feita em 2015.

Tradução: Bruno Pereira de Araujo

Publicado
2018-07-23
Como Citar
Strathern, M. (2018). Gênero de uma perna só. GIS - Gesto, Imagem E Som - Revista De Antropologia, 3(1). https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2018.142791
Seção
T.E.R - Traduções, Entrevistas e Resenhas