Inovações Didáticas no Ensino de Economia: Experimentos Econômicos, Atividades On-line e Autoavaliação

  • Roseli da Silva Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto. Departamento de Economia
Palavras-chave: Práticas Didáticas Universitárias, Economia Experimental, Atividade Didática On-line, Autoavaliação.

Resumo

Este artigo apresenta três técnicas didáticas alternativas aos métodos tradicionais de ensino de economia em nível de graduação. Por meio de tais expedientes, tem-se o objetivo de alcançar maior eficiência no processo ensino-aprendizagem e, assim, engajar os estudantes de maneira efetiva e ativa na construção do conhecimento, tanto em termos individuais quanto coletivos.

Referências

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos & AL-VES, Lenoir Pessate. “Estratégias de Ensinagem”. In: ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos & ALVES, Lenoir Pessate (orgs.). Processos de Ensinagem na Universidade. Pressupostos para as Estratégias de Trabalho em Aula. Joinville, SC: Univille, 2004, pp. 67-100.

BATISTA, Natália Nunes Ferreira; DA SILVA, Roseli. Experimentos Econômicos para Estudantes do Ensino Médio da Rede Pública de Ribeirão Preto/SP. Revista de Cultura e Extensão USP, Brasil, v. 4, p. 45-56, oct. 2010. ISSN 2316-9060. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/rce/article/view/492>. Acesso em: 29 Jun. 2016. doi:http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v4i0p45-56.

BECKER, William E. “Teaching Economics in the 21st Century”. The Journal of Economic Perspectives. vol. 14, n. 1, 2000, pp. 109–119.

BECKER, William E.; WATTS, Michael; BECKER, Suzanne R. (eds.). Teaching Economics: More Alternatives to Chalk and Talk. Cheltenham, UK; Northampton, MA, EUA: Edward Elgar Publishing, 2006.

BLACKWELL, Calvin. “Rational Expectations in the Classroom: A Learning Activity”. Journal for Economic Educators, vol. 10, n. 2, 2010, pp. 1–6.

BOWMAKER, Simon W. The Heart of Teaching Economics: Lessons from Leading Minds. Cheltenham,UK: Edward Elgar Publishing, 2011.

EMERSON, Tisha L. & TAYLOR, B. “Comparing Student Achievement Across Experimental and Lecture-oriented Sections of a Principles of Microeconomics Course”. Southern Economic Journal, vol. 70, n. 3, 2004, pp. 672–693.

EWING, Bradley T.; KRUSE, J. B.; THOMPSON, M. A. “Money, Demand and Risk: A Classroom Experiment”. The Journal of Economic Education, vol. 35, n. 3, 2004, pp. 243–250.

GATTI, Bernardete. “O Professor e a Avaliação em Sala de Aula”. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, Fundação Carlos Chagas, n. 27, jan.-jun. 2003, pp. 97–114.

HAZLETT, Denise. “The Lucas Island Experiment”. Classroom Expernomics, vol. 5, n. 2, (outono) 1996.HOLT, Charles A. “Classroom Games: Trading in a Pit Market”. Journal of Economic Perspectives, vol. 10, n. 1, (inverno) 1996, pp. 193-203.

HOLT, Charles A. & TANGA, M. “Experimental Economics in the Classroom”. In: WALSTAD, William. B; SAUNDERS, Phillip. (eds.) Teaching Undergraduate Economics. Boston: Irwin/McGraw-Hill, 1998, pp. 257-268.

SILVA, Roseli & BATISTA-FERREIRA, N. N. “Resenha Bibliográfica de BECKER, William E.; WATTS, Michael; BECKER, Suzanne R. (eds.). Teaching Economics: More Alternatives to Chalk and Talk. Cheltenham,UK; Northampton, MA, EUA: Edward Elgar Publishing, 2006. 225 p.”. Estudos Eco-nômicos, São Paulo, Universidade de São Paulo, vol. 40, pp. 967-973, 2010.

ZABALZA, Miguel A. O Ensino Universitário: Seu Cenário e seus Protagonistas. trad. Ernani Rosa. Porto Alegre: Artemed, 2004.

Publicado
2016-07-18
Como Citar
Silva, R. (2016). Inovações Didáticas no Ensino de Economia: Experimentos Econômicos, Atividades On-line e Autoavaliação. Revista De Graduação USP, 1(1), 59-66. https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v1i1p59-66
Seção
Artigos