Uso da Simulação Realística como Mediadora do Processo Ensino-Aprendizagem: Relato de Experiência da Farmácia Universitária da Universidade de São Paulo

  • Sílvia Storpirtis Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Departamento de Farmácia
  • Maria Aparecida Nicoletti Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Departamento de Farmácia
  • Patrícia Melo Aguiar Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Departamento de Farmácia
Palavras-chave: Farmácia Universitária, Educação Farmacêutica, Simulação Realística

Resumo

O objetivo do presente artigo é apresentar a experiência da Farmácia Universitária da Universidade de São Paulo (Farmusp) no uso da simulação realística durante o Estágio Curricular Obrigatório em Práticas Farmacêuticas oferecido aos alunos da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP (FCF-USP). Dentre as atividades desenvolvidas, os alunos elaboram um vídeo, no qual simulam uma situação clínica vivenciada durante o estágio, relacionada com o cuidado farmacêutico prestado aos pacientes atendidos na Farmusp. Essa atividade tem contribuído para a formação dos alunos, possibilitando o desenvolvimento de habilidades e atitudes
Publicado
2016-11-21
Como Citar
Storpirtis, S., Nicoletti, M. A., & Aguiar, P. (2016). Uso da Simulação Realística como Mediadora do Processo Ensino-Aprendizagem: Relato de Experiência da Farmácia Universitária da Universidade de São Paulo. Revista De Graduação USP, 1(2), 49-55. https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v1i2p49-55
Seção
Artigos