Desafios na Formação de Professores de História

Palavras-chave: Ensino de História, Formação de Professores, Licenciatura.

Resumo

O presente artigo debate alguns desafios na formação de professores de História, no curso de Licenciatura, considerando a importância da integração entre fundamentos teóricos e práticas educativas. Por um lado, a formação universitária possibilita profundidade teórica para o futuro docente questionar as conjunturas históricas, no esforço de análise e posicionamentos para que se insira nos contextos educacionais com atitudes ativas e reflexivas. Ao mesmo tempo, alguns gestores da educação fazem críticas aos estudos teóricos da formação universitária, como se fossem excessivos diante da necessidade de ensinar aos docentes vindouros as atividades práticas educativas cotidianas. O artigo combate, então, a ideia de que as práticas de ensino sejam dissociadas de concepções teóricas que fundamentam as escolhas das linhas metodológicas e contesta a premissa de que os professores sejam apenas profissionais aplicadores de atividades em sala de aula. Ao contrário, diante da complexidade das finalidades educativas, das situações sociais dos estudantes e de suas famílias e das conjunturas escolares, este trabalho defende o fato de que os docentes assumem inúmeras responsabilidades intelectuais, sociais, políticas e práticas que demandam inúmeras reflexões e decisões. E, nesse sentido, os formadores de professores também assumem a responsabilidade de propiciar estudos e vivências de situações de ensino e aprendizagem que favoreçam uma formação reflexiva e autônoma para os futuros educadores.

Biografia do Autor

Antonia Terra de Calazans Fernandes, Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Profa. Dra. do Departamkento de História da FFLCH da USP, lecionando disciplinas relacionadas ao ensino de História, com pesquisa envolvendo a história do ensino de história e história do livro didático.

Referências

BITTENCOURT, Circe. O Saber Histórico na Sala de Aula. São Paulo: Contexto, 1998.

______. Ensino de História: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

______. “Identidade Nacional e Ensino de História do Brasil”. In: KARNAL, Leandro (org.). História na Sala de Aula: Conceitos, Práticas e Propostas. São Paulo:

Contexto, 2003.

FERNANDES, Antonia Terra de Calazans. “Visitas a Museus e o Ensino de História”. In: CUNHA, Ana Maria de Oliveira et al. (orgs.). Convergências e Tensões no Campo da Formação e do Trabalho Docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, pp. 466-484.

FONSECA, Thais Nivia de Lima e. “Ver para Aprender: Arte, Livro Didático e a História da Nação”. In: SIMAN, Lana Mara de Castro & FONSECA, Thaís Nívia e (orgs.). Inaugurando a História e Construção da Nação: Discursos e Imagens no Ensino de História. Belo Horizonte: Autêntica, 2001, pp. 149-170.

GASPARELLO, Arlette Medeiros. Construtores de Identidades: a Pedagogia da Nação nos Livros Didáticos da Escola Secundária Brasileira. São Paulo: Iglu, 2004.

OLIVEIRA, M. A. T. & RANZI, S. M. F. (orgs.). História das Disciplinas Escolares no Brasil: Contribuições para o Debate. Bragança Paulista: Edusf, 2003.

______. História das Cidades Brasileiras. São Paulo: Melhoramentos, 2012. Coleção Como Eu Ensino.

ZABALA, Antoni. “Os Enfoques Didáticos”. In: COLL, César; MARTÍN, Elena et al. (orgs.). O Construtivismo em Sala de Aula. São Paulo: Ática, 1996, pp. 153-196.

Publicado
2017-07-04
Como Citar
Fernandes, A. (2017). Desafios na Formação de Professores de História. Revista De Graduação USP, 2(2), 5-11. https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v2i2p5-11
Seção
Artigos