Cultura Corporal como Linguagem: Uma Experiência de Formação de Professores

  • Mônica Caldas Ehrenberg Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
  • Marcos Garcia Neira Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Palavras-chave: Formação de Professores, Linguagem Corporal, Cultura Corporal.

Resumo

O presente trabalho objetiva compartilhar uma experiência pedagógica realizada no âmbito do curso de licenciatura em Pedagogia da USP, na disciplina EDM 0677 – Cultura Corporal: Fundamentação, Metodologia e Vivências, ministrada anualmente desde 2007. A disciplina, responsável pelo estudo dos gestos e da expressão corporal, é um lugar de investigação e problematização do patrimônio cultural corporal. Ao longo desses anos, temos percebido grande envolvimento das(os) alunas(os), pois a proposta metodológica, até então inédita para muitas(os) delas(es), instiga um processo ao mesmo tempo inventivo, crítico e reflexivo envolvendo a linguagem corporal. Parece-nos claro que a experiência tem permitido produzir novos sentidos e significados para a cultura corporal na formação de futuros professores e do seu papel no projeto político-pedagógico da instituição escolar. Sobretudo, tem possibilitado a descoberta do prazer através das vivências baseadas em propostas lúdicas.
Publicado
2018-07-04
Como Citar
Ehrenberg, M., & Neira, M. (2018). Cultura Corporal como Linguagem: Uma Experiência de Formação de Professores. Revista De Graduação USP, 3(2), 123-128. https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v3i2p123-128
Seção
Relatos