Quantificação da deformação finita nos Metagranitoides Cariris Velhos na região de Alagoa Grande (PB)

  • Sérgio Wilians de Oliveira Rodrigues Superintendência Regional de São Paulo; Serviço Geológico do Brasil
  • Carlos José Archanjo Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Departamento de Mineralogia e Geotectônica
  • Carlos Henrique Grohmann Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental
Palavras-chave: Análise da deformação, Elipsoide de deformação, Tensor de inércia, Método dos interceptos, Metagranitoides Cariris Velhos

Resumo

Os Metagranitoides Cariris Velhos são considerados como uma das principais associações litológicas da Zona Transversal (Província Borborema - NE do Brasil). A utilização de imagens brutas e tratadas digitalmente de afloramentos dos Metagranitoides Cariris Velhos na obtenção do elipsoide de deformação foi avaliada com o emprego dos métodos do tensor de inércia e interceptos. Os resultados obtidos nas diferentes técnicas utilizadas apresentam elipsoides com geometria e parâmetros de forma semelhantes entre si, mas com grau de anisotropias diferentes. As orientações dos eixos dos elipsoides obtidos são condizentes com as estruturas geológicas observadas em campo, como a foliação principal e a lineação mineral. Entre as características observadas nos elipsoides de deformação obtidos nesse trabalho, destacam-se a forte orientação do eixo C (associado ao polo da foliação) e o predomínio de elipsoides associados a tramas planares e plano-lineares (predomínio de achatamento na deformação). A deformação observada nos Metagranitoides Cariris Velhos é associada ao desenvolvimento das zonas de cisalhamento brasilianas regionais desenvolvidas sob esforços transpressivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-10-01
Como Citar
Rodrigues, S., Archanjo, C., & Grohmann, C. (2010). Quantificação da deformação finita nos Metagranitoides Cariris Velhos na região de Alagoa Grande (PB) . Geologia USP. Série Científica, 10(3), 57-78. https://doi.org/10.5327/Z1519-874X2010000300005
Seção
Artigos