Provenance analysis of the Guaritas Group (RS) conglomeratic sandstones: implications for the paleoclimate and paleogeography of the Eocambrian Central Camaquã sub-basin

  • Lucas Padoan de Sá Godinho Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Programa de Geoquímica e Geotectônica
  • Renato Paes de Almeida Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental
  • André Marconato Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Programa de Geoquímica e Geotectônica
  • Mauricio Guerreiro Martinho dos Santos Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Programa de Geoquímica e Geotectônica
  • Antonio Romalino Santos Fragoso-Cesar Universidade de São Paulo; Instituto de Geociências; Departamento de Geologia Sedimentar e Ambiental
Palavras-chave: Grupo Guaritas, Análise de proveniência, Seixos, Paleogeografia, Paleoclima

Resumo

O Supergrupo Camaquã, localizado na região centro-sul do Rio Grande do Sul, Brasil, constitui uma bacia sedimentar ­pós-orogênica do tipo rift, cuja deposição ocorreu em ambiente continental entre o Ediacarano e o Eocambriano. O topo da sucessão do Supergrupo Camaquã é representado pelo Grupo Guaritas, uma unidade formada por depósitos fluviais, eólicos e de leques aluviais que abriga importantes registros da sedimentação logo após o final das orogêneses neoproterozoicas que deram origem ao supercontinente Gondwana. O objetivo do presente trabalho foi aplicar a análise de proveniência sedimentar em arenitos conglomeráticos e conglomerados do Grupo Guaritas, a fim de explorar a história da evolução tectônica e climática dessa unidade. Com base nos dados composicionais de seixos, foram reconhecidas duas áreas fonte principais para os depósitos dessa unidade, uma mais distal e situada a norte, relacionada a um sistema de rio tronco paralelo ao eixo principal da bacia, e outra mais proximal e situada a leste, relacionada a sistemas fluviais transversais e de leques aluviais da borda da bacia. O confronto dos dados de proveniência com estudos anteriores de fácies e paleocorrentes sugere que, durante toda a evolução da borda leste da bacia, houve um mesmo sistema fluvial transversal, cuja área de captação sofreu reduções significativas devido à reativação da falha da borda leste durante a deposição das formações Varzinha e Pedra Pintada. Na Formação Serra do Apertado, unidade de topo do Grupo Guaritas, foi verificada uma alta correlação entre a variação dos seixos de composição quartzosa e não quartzosa, e isso foi atribuído a variações entre climas mais úmidos e mais áridos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-06-01
Como Citar
Godinho, L., Almeida, R., Marconato, A., Santos, M., & Fragoso-Cesar, A. (2013). Provenance analysis of the Guaritas Group (RS) conglomeratic sandstones: implications for the paleoclimate and paleogeography of the Eocambrian Central Camaquã sub-basin . Geologia USP. Série Científica, 13(2), 123-144. https://doi.org/10.5327/Z1519-874X2013000200007
Seção
Artigos