Avaliação de risco à saúde humana por contaminação natural de arsênio nas águas subterrâneas e nos solos da área urbana de Ouro Preto (MG)

  • José Augusto Costa Gonçalves Universidade Federal do Espírito Santo; Centro de Ciências Agrárias; Departamento de Geologia
  • Jorge Carvalho de Lena Universidade Federal de Ouro Preto; Departamento de Geologia
Palavras-chave: Ouro Preto, Arsênio, Avaliação de risco, Solo contaminado, Água subterrânea

Resumo

Na avaliação da exposição humana à contaminação natural por arsênio (As) das águas subterrâneas e solos na área urbana da cidade de Ouro Preto, MG), nos bairros Piedade, Taquaral, Padre Faria, Alto da Cruz, Antônio Dias e Barra, foram estimados, para as crianças e adultos residentes nesses locais: (i) os valores das doses de ingestão diárias (DID) de As; (ii) os valores para os quocientes de risco (QRs) e (iii) o incremento da probabilidade de se desenvolver câncer ao longo da vida (RC), com teores médios de As encontrados nas águas subterrâneas, variando entre 10 e 77 µg.L-1 e, nos solos, de 332,75 e 656 mg.kg-1.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-06-01
Como Citar
Gonçalves, J., & Lena, J. (2013). Avaliação de risco à saúde humana por contaminação natural de arsênio nas águas subterrâneas e nos solos da área urbana de Ouro Preto (MG) . Geologia USP. Série Científica, 13(2), 145-158. https://doi.org/10.5327/Z1519-874X2013000200008
Seção
Artigos