Ceticismo e fé na dissertação sobre o pirronismo de Michel de Montaigne

  • Guilherme Grané Diniz
Palavras-chave: Montaigne, Pirronismo, Cristianismo, Fé

Resumo

Entre os vários ensaios de Michel de Montaigne, o mais “estritamente” filosófico é a Apologia de Raymond Sebond. Nesse, Montaigne apresenta uma de suas principais contribuições à filosofia: uma reformulação do pensamento pirrônico. O cerne dessa reformulação se encontra em um trecho específico do ensaio, o qual se convencionou chamar “dissertação sobre o pirronismo”. Neste artigo, buscaremos analisar a argumentação e as fontes que compõem o texto de Montaigne de modo a nos permitir melhor compreender as peculiaridades de sua leitura da doutrina pirrônica, especialmente diante das formulações mais “canônicas” que foram suas fontes. Pretendemos, desse modo, ressaltar como uma das marcantes e relevantes especificidades dessa leitura é a relação que Montaigne traça entre um projeto filosófico e um religioso – vale dizer, entre ceticismo e fé.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-02-02
Como Citar
Diniz, G. (2019). Ceticismo e fé na dissertação sobre o pirronismo de Michel de Montaigne. Humanidades Em Diálogo, 9(1), 149-160. https://doi.org/10.11606/issn.1982-7547.hd.2019.154280
Edição
Seção
Academia