[1]
M. Mattar, “Crime Organizado, Instituições e Democraci”a, Humanid. diálogo, vol. 4, nº 2, p. 93-104, dez. 2012.