Cultura, ideologia e hegemonia

Antonio Gramsci e o campo de estudos da informação

  • Ana Amélia Lage Martins IBICT/UFRJ
  • Regina Maria Marteleto IBICT/UFRJ
Palavras-chave: Informação e Cultura, Informação e Ideologia, Hegemonia, Gramsci

Resumo

As concepções epistemológicas críticas, constituídas historicamente em diálogo com as ciências históricas, sociais e humanas, colocaram em questão os referenciais fisicista, biológico e cognitivista adotados pelas primeiras teorias da informação, atraindo para o centro do debate teórico e metodológico a dimensão social do objeto informacional, tal como a sua manifestação no terreno da cultura. Ao ressaltar o caráter eminentemente social – material e simbólico, técnico e semiológico- da informação e os processos históricos que regulam as ações informacionais em seus contextos, a cultura pode ser considerada, a partir dessa compreensão, como premissa para a própria fundamentação do polissêmico conceito de informação. Este artigo busca apresentar contribuições que a rede categorial que compõe o pensamento do filósofo marxista italiano Antonio Gramsci, especialmente a relação entre cultura, ideologia e hegemonia, traz para este debate.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Amélia Lage Martins, IBICT/UFRJ

Pós doutoranda em Ciência da Informação pelo IBICT/UFRJ. Doutora e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Graduada em Biblioteconomia pela ECI/UFMG

Regina Maria Marteleto, IBICT/UFRJ

Pesquisadora titular do IBICT/MCTI. Professora do PPGCI/IBICT-UFRJ

Doutora em Comunicação e Cultura (ECO/UFRJ), Mestre em Sciences de l´Information et de la Communication (EHESS/França), Graduada em Letras (PUC/MG) e Biblioteconomia (UFMG). Faz parte do corpo docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do Ibict/Eco/UFRJ. 

Publicado
2019-05-22
Como Citar
MARTINS, A. A.; MARTELETO, R. Cultura, ideologia e hegemonia. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, v. 10, n. 1, p. 5-24, 22 maio 2019.
Seção
Artigos