Construindo Novas Histórias do Conhecimento: um estudo iconográfico do ensino na Universidade Medieval.

  • Giulia Crippa USP - FFCLRP (Ribeirão Preto - SP.)
Palavras-chave: Universidade, Conhecimento, Iconografia, Cultura Medieval

Resumo

Esse trabalho pretende abordar um conjunto de imagens, encontradas principalmente em monumentos funerários, que se caracterizam, a partir dos primeiros anos do século XIV, por apresentar o tema do ensino universitário através de cenas em que se destaca o “Mestre”, empenhado em lecionar aos seus estudantes. Peculiaridade dessas imagens é que elevam ao espaço monumental da memória religiosa – o cemitério - uma figura recém aparecida no espaço urbano, inserida em uma profissão cuja finalidade era o pecus, o lucro, e a fama: o Mestre Laico. O artigo esboça a trajetória histórica da institucionalização do conhecimento dos chamados “filósofos”, visto com suspeita pelos elementos eclesiásticos, até então principais protagonistas da arquitetura do conhecimento medieval. A figura que representa a posição social e profissional dos mestres laicos, assim realizada é, porém, o resultado da busca de espaços legítimos de reconhecimento intelectual no âmbito da universidade, através de conflitos que amadurecem e se revelam ao longo do século XIII, quando a expansão dos currículos, proposta já na metade dos século XII por personalidades como Hugo de São Vítor, leva a uma ampliação da base docente ativamente empenhada nas faculdades de medicina, de direito e, em grande medida, nas artes liberais e mecânicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-12-17
Como Citar
CRIPPA, G. Construindo Novas Histórias do Conhecimento: um estudo iconográfico do ensino na Universidade Medieval. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, v. 1, n. 2, p. 60-76, 17 dez. 2010.
Seção
Artigos