Os Arquivos Escolares e sua Documentação: possibilidades e limites para a pesquisa em História da Educação

Autores

  • Alessandra Cristina Furtado Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v2i2p145-159

Palavras-chave:

Arquivo Escolar. Documentos. Pesquisa. História da Educação.

Resumo

O presente artigo tem como propósito discutir como os arquivos escolares podem constituir-se em locais importantes para a pesquisa em História da Educação. Trata-se de uma discussão baseada numa experiência de pesquisa empreendida acerca do arquivo do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, de Ribeirão Preto, no período compreendido entre 1918 e 1961. O recorte temporal corresponde a momentos significativos da história do Colégio, da História da Educação e da Política Educacional Brasileira. A discussão acerca do arquivo desse Colégio está aliada a um referencial teórico voltado para a História, História da Educação e Arquivologia, entre outros. As instituições escolares apresentam-se como espaços portadores de fontes de informações fundamentais para a formulação de pesquisas, interpretações e análises sobre elas próprias, as quais permitem a compreensão do processo de ensino, da cultura escolar e, consequentemente, da História da Educação. Na pesquisa empreendida sobre o Arquivo do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, foi possível localizar uma documentação importante para o estudo da história dessa instituição e de sua cultura escolar, bem como mostrar as possibilidades e os limites do uso desses documentos para a pesquisa em História da Educação. Apesar disto, esse arquivo em especial, como o de outras escolas, pode fornecer elementos significativos para a reflexão sobre o passado da instituição, das pessoas que a frequentaram, das práticas que nela circularam e, mesmo, sobre as relações que estabeleceu com o seu entorno.  

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Cristina Furtado, Universidade Federal da Grande Dourados

Alessandra Cristina Furtado Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD/MS). Graduada em História (UNESP/ Campus de Franca). Mestre em História (UNESP/Campus de Franca). Doutora em Educação (FE/USP). Líder do grupo de pesquisa GEPHEMES (História da Educação, Memória e Sociedade).

Downloads

Publicado

2011-12-12

Como Citar

FURTADO, A. C. Os Arquivos Escolares e sua Documentação: possibilidades e limites para a pesquisa em História da Educação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 145-159, 2011. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v2i2p145-159. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/42357. Acesso em: 25 nov. 2020.

Edição

Seção

Artigos