Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Explorando o Design Participativo como Prática de Desenvolvimento de Sistemas de Informação

Liriane Soares de Araújo Camargo, Alex Jose Fazani

Resumo


O processo de desenvolvimento de sistemas de informação deve enfocar as necessidades  dos usuários finais, garantindo uma satisfação efetiva por meio do alto grau de usabilidade, acessibilidade e qualidade do mesmo. Uma prática que pode ser utilizada para coletar, analisar e projetar informações neste processo é o Design Participativo (DP), que abrange a participação de todos os interessados no processo de desenvolvimento do sistema como desenvolvedores, usuários, funcionários e parceiros. A participação dessas pessoas pode contribuir de forma relevante no desenvolvimento do sistema, já que elas possuem vivência real do trabalho, podendo destacar com propriedades os aspectos mais cruciais e importantes a serem considerados. A partir deste contexto, este artigo objetiva explorar essa prática, que ainda é pouco difundida na Engenharia de Software e em outras áreas correlatas, trazendo princípios para auxiliar na identificação de problemas e de possíveis soluções de sistemas de informação. A metodologia de pesquisa utilizada consiste na realização de análise descritiva e exploratória, bem como procedimentos técnicos de pesquisas bibliográfica e documental.

Palavras-chave


Design participativo, Desenvolvimento, Sistemas de Informação, Coleta de requisitos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v5i1p138-150

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




USP - Universidade de São Paulo

FFCLRP - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto

BCID - Biblioteconomia e Ciências da Informação e da Documentação

ISSN Eletrônico 2178-2075

Qualis/CAPES 2015:

  • B1 - Comunicação e Informação
  • B3 - Artes/Música
  • B4 - Interdisciplinar
  • B4 - Sociologia
  • B4 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo