O uso do Facebook pelas bibliotecas públicas do estado do Ceará

Autores

  • Maria Cleide Rodrigues Bernardino Universidade Federal do Cariri (UFCA)
  • Emir José Suaiden Universidade de Brasília (UnB).
  • Aurora Cuevas-Cerveró Universidad Complutense de Madrid (UCM).

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v5i1p112-123

Palavras-chave:

Bibliotecas Públicas. Canal de Informação. Internet. Facebook.

Resumo

O presente artigo traz uma análise sobre o uso do facebook como canal de comunicação pelas bibliotecas públicas do Estado do Ceará. Trata-se de um estudo exploratório com o auxílio dos métodos funcionalista e fenomenológico e abordagem de caráter quali-quantitativa. O objetivo é analisar o uso do facebook pelas 184 bibliotecas públicas do SEBP/CE. Por fim conclui-se que o uso da internet e das redes sociais pelas bibliotecas públicas contribui para uma maior socialização e interação entre os usuários e para dar maior visibilidade a biblioteca pública e conseqüentemente divulgar seus serviços e atividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cleide Rodrigues Bernardino, Universidade Federal do Cariri (UFCA)

Professora Adjunta do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Cariri, Doutora em Ciência da Informação, pela Universidade de Brasília, UnB.

Emir José Suaiden, Universidade de Brasília (UnB).

Professor Titular da Faculdade de Ciencia da Informação, UnB; Doutor em Ciência da Informação, pela Unversidade Complutense de Madrid, Bolsista produtividade em pesquisa CNPq.

Aurora Cuevas-Cerveró, Universidad Complutense de Madrid (UCM).

Professora Pesquisadora da Universidad Complutense de Madrid (UCM); Doutora em Documentação,pela Universidad Carlos III de Madrid (UC3M); Pós-Doutora, pela Universidade de Brasília (UnB).

Downloads

Publicado

2014-03-25

Como Citar

BERNARDINO, M. C. R.; SUAIDEN, E. J.; CUEVAS-CERVERÓ, A. O uso do Facebook pelas bibliotecas públicas do estado do Ceará. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 112-123, 2014. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v5i1p112-123. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/64334. Acesso em: 29 nov. 2020.

Edição

Seção

Artigos