Os critérios para cadastramento no OpenDOAR e os repositórios institucionais luso-brasileiros

  • Maria Fernanda Mascarenhas Melis Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Palavras-chave: Repositórios institucionais luso-brasileiros. Diretórios internacionais. OpenDOAR.

Resumo

Com o crescimento significativo do número de repositórios em todo o mundo os diretórios internacionais, como, o OpenDOAR, tornam-se importantes mecanismos para potencializar a disseminação e a visibilidade dos conteúdos armazenados. O presente trabalho teve por objetivo analisar o emprego dos critérios adotados pelo diretório OpenDOAR em relação aos repositórios institucionais luso-brasileiros. A coleta de dados ocorreu no período de janeiro a abril de 2013 e se deu por meio de observações no site do OpenDOAR e também por troca de e-mails com a equipe responsável pelo diretório. Cada um dos 91 repositórios institucionais luso-brasileiros que compõem a amostra foi checado manualmente a fim de se descobrir se cumpriam aos critérios estabelecidos para o cadastramento no diretório. Para este estudo não foi questionado se o emprego da tipologia utilizada para classificação dos repositórios estava correta ou se concordava com a literatura especializada da área. A pesquisa detectou que alguns dos critérios são desrespeitados, podendo ser a falta de informações necessárias a sua compreensão um dos motivos. Os diretórios, como o OpenDOAR são responsáveis pela reunião das iniciativas de acesso aberto e se fazem importantes visto que comprovam empiricamente o crescimento do movimento de acesso aberto à informação científica no mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Fernanda Mascarenhas Melis, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Graduada em Biblioteconomia pela Universidade de Brasília – UnB, Brasil. Bolsista PCI-DD do  – IBICT, Brasil.
Publicado
2013-12-20
Como Citar
MELIS, M. F. Os critérios para cadastramento no OpenDOAR e os repositórios institucionais luso-brasileiros. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, v. 4, n. 2, p. 20-33, 20 dez. 2013.