Estudo da percepção de pesquisadores da área de ciências agrárias sobre Acesso Aberto

  • Jean Carlos Ferreira dos Santos Mestrando em Política Científica e Tecnológica pelo DPCT/UNICAMP. Graduado em Ciências da Informação e da Documentação e Biblioteconomia pela FFCLRP/USP.
  • Marko Synésio Alves Monteiro Doutor em Antropologia pelo IFCH/UNICAMP. Docente do Programa de Pós-Graduação em Política Científica e Tecnológica do DPCT/UNICAMP.
Palavras-chave: Acesso Aberto. Ciências Agrárias. Percepção dos Pesquisadores.

Resumo

Este estudo busca apresentar elementos que possam subsidiar uma reflexão acerca da relação entre acesso aberto e comunicação na ciência a partir da percepção de pesquisadores. Para tanto, estabeleceu-se um recorte nas Ciências Agrárias, que constitui uma área de pesquisa de intensa produção científica e na qual o Brasil se destaca mundialmente em termos de publicação. Esta é uma pesquisa qualitativa, em que se utilizou, como recurso metodológico, a aplicação de entrevistas semiestruturadas com um grupo de pesquisadores da referida área. As entrevistas tiveram como propósito obter dados que pudessem demonstrar a função da publicação científica na carreira dos pesquisadores e como elementos associados à visibilidade, reconhecimento, obtenção de prestígio, entre outros, se relacionam com o acesso aberto. Observou-se que há um interesse dos pesquisadores em publicar nos periódicos já estabelecidos e bem avaliados. A publicação em canais de acesso aberto não possui um peso significativo nas escolhas dos pesquisadores. Mesmo quando os pesquisadores publicam em acesso aberto, eles são guiados pelo prestígio e visibilidade do periódico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-12-20
Como Citar
SANTOS, J. C.; MONTEIRO, M. Estudo da percepção de pesquisadores da área de ciências agrárias sobre Acesso Aberto. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, v. 4, n. 2, p. 34-53, 20 dez. 2013.