Relações semânticas em tesauros: contribuições da abordagem pragmática

Palavras-chave: Relações semânticas. Pragmatismo. Tesauros. Organização do Conhecimento.

Resumo

Analisa como a abordagem semântica pragmática pode ser adotada para o estabelecimento de relações semânticas em tesauros. No contexto da Organização do Conhecimento, descreve contribuições da abordagem  pragmática às recomendações das normas ANSI/NISO Z39.19(2005) e ISO2594-1(2011). Para as relações de equivalência, essa contribuição diz respeito à percepção de que a distinção do que foi considerado igual ou equivalente para fins de revocação na Recuperação da Informação é uma medida que minimiza as implicações éticas de se escolher uma forma de expressão como termo preferido e proporciona maior flexibilidade ao tesauro. Para as relações hierárquicas, verifica-se a importância de se considerar as diferenças conceituais, pois se as hierarquias são estabelecidas apenas a partir de premissas universalistas podem se tornar demasiadamente rígidas.  Para as relações associativas verifica-se a importância da bibliografia para a identificação das relações que podem guiar o usuário a localizar informações úteis ao alcance de seus objetivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leila Cristina Weiss, Universidade Federal de Santa Catarina
Aluna de doutorado no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação e atua como Bibliotecária coordenadora da Biblioteca Setorial do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina.
Marisa Bräscher, Universidade Federal de Santa Catarina
Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina. Mestrado e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília, com dois anos de pesquisa na Université de Nice Sophia Antipolis (França).
Publicado
2016-10-07
Como Citar
Weiss, L., & Bräscher, M. (2016). Relações semânticas em tesauros: contribuições da abordagem pragmática. InCID: Revista De Ciência Da Informação E Documentação, 7(2), 136-155. https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v7i2p136-155
Seção
Artigos