Distrattori e chiavi in un cloze lessicale a scelta multipla di livello avanzato: l’opportunità di considerare il giudizio di nativi esperti

Autores

  • Paolo Torresan

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i30p5-31

Palavras-chave:

teste, validade, cloze, léxico

Resumo

Na pesquisa aqui apresentada, dois grupos diferentes de falantes nativos com elevado grau de conhecimento da língua (n=37) realizaram 2 cloze lexicais de múltipla escolha destinados a estudantes de nível C2 e extraídos do exame de certificação do italiano como língua estrangeira CILS (Università per Stranieri di Siena). As respostas divergentes em relação às previstas pelos responsáveis pela certificação foram analisadas. Da análise emerge a plausibilidade de alguns distratores. Nas conclusões discutimos a necessidade de os responsáveis pela certificação considerar o julgamento de falantes nativos com alto grau de conhecimento linguístico como forma de validar o teste

Biografia do Autor

Paolo Torresan

è doutor na Università Ca’ Foscari di Venezia. Colabora com a Alma Edizioni, editora especializada em publicações relativas ao italiano L2. Publicou inúmeros ensaios e monografias e organizou vários livros, sempre sobre temas ligados ao ensino e à aprendizagem das segundas línguas.

Publicado

2015-12-27

Como Citar

Torresan, P. (2015). Distrattori e chiavi in un cloze lessicale a scelta multipla di livello avanzato: l’opportunità di considerare il giudizio di nativi esperti. Revista De Italianística, (30), 5-31. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i30p5-31

Edição

Seção

Não definida