Brasile 1960: Gli anni della svolta per Alberto Moravia

  • Simone Casini Università degli Studi di Perugia, Perugia
Palavras-chave: Alberto Moravia, Brasil, Literatura Italiana, La Noia.

Resumo

Alberto Moravia chega ao Brasil no verão de 1960 para presidir o congresso do PEN Club. Havia recém-concluído La noia, seu décimo primeiro romance, aquele que mais diretamente se liga à inspiração originária da obra de estreia, Gli indifferenti (1929), e que assinala uma decisiva virada em seu percurso artístico, intelectual e humano. O ensaio reconstrói aquele momento da vida e da obra do escritor de cinquenta anos, no qual se resume e se conclui uma pesquisa decenal e se abre uma nova fase. Repercorrendo os artigos escritos para Il Corriere della Sera e a resenha a Quarto de despejo de Carolina de Jesus, são focalizadas a origem e a aguda reflexão de Moravia sobre o Brasil daqueles anos (Brasília, Bahia, Rio), entre passado e futuro. A experiência do Brasil, para o escritor, que naqueles anos seguintes tentará novas estradas no campo intelectual e literário, e novas metas nas suas viagens, sempre mais orientados, na companhia de Dacia Maraini e de Pier Paolo Pasolini, em direção ao Terceiro Mundo e à África.
Publicado
2016-06-10
Como Citar
Casini, S. (2016). Brasile 1960: Gli anni della svolta per Alberto Moravia. Revista De Italianística, (31), 110-129. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i31p110-129
Seção
Artigos