O romanesco no cinema italiano do pós-guerra

Autores

  • Annita Gullo Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Luciana de Genova Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i35p98-111

Palavras-chave:

romanesco, Roma città aperta, Il sorpasso, Viaggi di nozze, cinema italiano do pós-guerra.

Resumo

Este artigo analisa o uso do romanesco, a variedade dialetal urbana de Roma, no cinema italiano do pós-guerra, utilizando três fi lmes como corpus de referência: Roma città aperta (1945), de Roberto Rossellini; Il sorpasso (1962), de Dino Risi; e Viaggi di nozze (1995), de Carlo Verdone. Os objetivos principais são: a) observar o uso do romanesco nos fílmes dos três períodos históricos abordados, tendo o apoio teórico de Sergio Raffaelli (1992), Eusebio Cicotti (2001) e Fabio Rossi (1999, 2006, 2007); b) verifi car o grau de formalidade/informalidade das falas fílmicas. O critério de seleção dos três fi lmes foi a presença dos fenômenos fonéticos, considerados reveladores da variação diafásica. A maior ou menor frequência de tais traços permitiu identifi car o nível de formalidade/informalidade nas falas dos atores de cada fi lme e constatar como se manifesta o continuum linguístico romano.

Biografia do Autor

Annita Gullo, Universidade Federal do Rio de Janeiro

É professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 1988. Possui mestrado e doutorado em Letras Neolatinas (1998), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua e Literatura Italianas, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino e aprendizagem, ensino de língua estrangeira e ensino da língua italiana LE, Língua Italiana, cultura e Identidade. É docente do Programa de Pós-Graduação em Letras Neolatinas, da UFRJ e membro da ABPI.

Luciana de Genova, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Letras - Português/Italiano pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1993). Concluiu o mestrado em Letras Neolatinas (2016) com bolsa pela CAPES com a dissertação intitulada A presença do romanesco no cinema italiano do pós-guerra. Atualmente é doutoranda em Letras Neolatinas, também pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2017-12-22

Como Citar

Gullo, A., & Genova, L. de. (2017). O romanesco no cinema italiano do pós-guerra. Revista De Italianística, (35), 98-111. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i35p98-111

Edição

Seção

Artigos