Relações entre o desempenho motor e a composição corporal de adolescentes escolares

  • Giliard Mores Universidade Federal do Mato Grosso
  • Alexandre de Souza Nunes Universidade Federal do Mato Grosso
  • Renan José de Moura Batista Universidade Federal do Mato Grosso
  • Luiz Felipe Petusk Corona Universidade Federal do Mato Grosso
  • Carlos Alexandre Habitante Universidade Federal do Mato Grosso
Palavras-chave: composição corporal, desempenho motor, adolescentes

Resumo

Introdução: A coordenação motora é uma interação harmoniosa entre diversos sistemas corporais para produzir ações cinéticas precisas e equilibradas. Diagnosticar níveis de desempenho motor em crianças e adolescentes pode favorecer a prevenção, conservação e melhoria da saúde e qualidade de vida. A composição corporal pode interferir consideravelmente na coordenação motora, principalmente em situações de sobrepeso e obesidade.

Objetivo: Analisar relações entre desempenho motor e composição corporal de escolares.

Método: Foram avaliados em 105 escolares a coordenação motora através do teste KTK (Körperkoordinationstest für Kinder) considerando o Quociente Motor (QM) e a composição corporal por meio do Percentual de Gordura Corporal (%GC) e Índice de Massa Corporal (IMC).

Resultados: Os resultados da composição corporal demonstraram que pelo IMC (38% e 36%) e %GC (28% e 22%) dos meninos e meninas, respectivamente, foram classificados no grupo Acima do Ideal. Com relação ao desempenho motor as meninas apresentaram valores de QM inferiores aos dos meninos (p<0,001). O grupo com %GC Abaixo do Ideal apresentou maiores valores de QM que os grupos Ideal (p<0,05) e Acima do Ideal (p<0,05). Foi observada correlação inversa entre o QM, o %GC e o IMC (r=-0,432 e r=-0,254, respectivamente).

Conclusão: existem relações entre composição corporal e coordenação motora de adolescentes entre 11 e 14 anos, específicas ou não ao sexo e a faixa etária.

 

Biografia do Autor

Giliard Mores, Universidade Federal do Mato Grosso

Programa de pós-graduação em Educação Fisica - Campus Universitário do Araguaia

 

Alexandre de Souza Nunes, Universidade Federal do Mato Grosso

Programa de pós-graduação em Educação Fisica -  Campus Universitário do Araguaia

 

Renan José de Moura Batista, Universidade Federal do Mato Grosso

Programa de pós-graduação em Educação Fisica - Campus Universitário do Araguaia

 

Luiz Felipe Petusk Corona, Universidade Federal do Mato Grosso

Programa de pós-graduação em Educação Fisica - Campus Universitário do Araguaia

 

Carlos Alexandre Habitante, Universidade Federal do Mato Grosso

Professor Associado de Fisiologia Humana - Campus Universitário do Araguaia

 

Referências

1. Ré AHN. Crescimento, maturação e desenvolvimento na infância e adolescência: Implicações para o esporte. Motricidade. 2011;7(3):55-67. DOI: http://dx.doi.org/10.6063/motricidade.7(3).103.

2. Rodrigues D, Avigo EL, Leite MMV, Bussolin RA, Barela JA. Desenvolvimento motor e crescimento somático de crianças com diferentes contextos no ensino infantil. Motriz. 2013;19(Suppl. 3):49-56. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-65742013000700008

3. Luz LGO, Seabra AFT, Santos R, Padez C, Ferreira JP, Coelho-e-Silva MJ. Associação entre IMC e teste de coordenação corporal para crianças (KTK). Uma meta-análise. Rev Bras Med Esporte. 2015;21(3):230-5. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152103144469

4. Carmo N, Gringer C, Souza Neto JB, França JC, Victorino R, Pereira CCDA. A importância da educação física escolar sobre aspectos de saúde: sedentarismo. Rev Educare CEUNSP. 2013;1(1):21-9.

5. Santos NHA, Fiaccone RL, Barreto ML, Silva LA, Silva RCR. Association between eating patterns and body mass index in a sample of children and adolescents in Northeastern Brazil. Cad Saúde Pública. 2014;30(10):2235-45. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00178613

6. Menezes AS, Duarte MFS. Condições de vida, inatividade física e conduta sedentária de jovens nas áreas urbana e rural. Rev Bras Med Esporte. 2015;21(5):338-44. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1517-869220152105145322

7. Brito AKA, Silva Júnior FL, Coelho LS, França NM. Nível de atividade física e correlação com o índice de massa corporal e percentual de gordura em adolescentes escolares da cidade de Teresina-PI. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2012;17(3):212-16.

8. Lopes VP, Stodden DF, Bianchi MM, Maia JA, Rodrigues LP. Correlation between BMI and motor coordination in children. J Sci Med Sport. 2012;15(1):38-43. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.jsams.2011.07.005

9. World Health Organization (WHO). Who child growth standards: lenght/height-for-age, weight-for-lenght,
weight-for-height and body mass index-for-age. Methods and development. Geneva: WHO; 2007.

10. Benedetti TRB, Pinho RA, Ramos VM. Dobras Cutâneas. In: Antropometria: técnicas e padronizações. 5 ed. São Paulo: Fontoura, 2011; p.49-60.

11. Lohman TG. Applicability of body composition techniques and constants for children and youths. Exerc Sport Sci Rev. 1986;14:325-57.

12. Lohman TG. The use of skinfold to estimate body fatness on children and youth. J Phys Educ Recr Dance. 1987;58(9):98-103. DOI: https://dx.doi.org/10.1080/07303084.1987.10604383

13. Kiphard EJ, Schilling VF. Köper Koordinations-test für Kinder - KTK: manual Von Fridhelm Schilling. Weinheim: Beltz Test Gmbh, 1974.

14. Carttuzo MT, Henrique RS, Ré AHN, Oliveira IS, Melo BM, Moura MS, et al. Motor competence and health related physical fitness in youth: a systematic review. J Sci Med Sport. 2016;19(2):123-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.jsams.2014.12.004

15. D´Hont E, Deforche B, Gentier I, Bourdeaudhuij I, Vaeyens R, Philippaerts R, et al. A longitudinal analysis of gross motor coordination in overweight and obese children versus normal-weight peers. Int J Obes. 2013;37(1):61-7. DOI: https://dx.doi.org/10.1038/ijo.2012.55

16. Gorla JI, Duarte E, Montagner PC. Avaliação da coordenação motora de escolares da área urbana do município de Umuarama-PR Brasil. Rev Bras Ciênc Mov. 2008;16(2):57-65.

17. Burgos MS, Reuter CP, Tornquist L, Piccin AS, Reckziegel MB, Pohl, HH, et al. Perfil de aptidão física relacionada à saúde de crianças e adolescentes de 7 a 17 anos. J Health Sci Inst. 2012;30(2):171-5.

18. Rizzo AC, Goldberg TB, Silva CC, Kurokawa CS, Nunes HRC, Corrente JE. Metabolic syndrome risk factors in overweight, obese , and extremely obese brazilian adolescents. Nutri J. 2013;12:19. DOI: https://dx.doi.org/10.1186/1475-2891-12-19

19. Oliveira PM, Silva FA, Oliveira RMS, Mendes LL, Pereira Netto M, Cândido APC. Associação entre índice de massa de gordura e índice de massa livre de gordura e risco cardiovascular em adolescentes. Rev Paul Pediatr. 2016;34(1): 30-7. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.rppede.2015.06.020

20. Krinski K, Elsangedy HM, Hora S, Rech CR, Legnani E, Santos BV, et al. Estado nutricional e associação do excesso de peso com gênero e idade de crianças e adolescentes. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2011;13(1):29-35. DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2012v13n1p29

21. Aleixo AA, Guimarães EL, Walsh IAP, Pereira, K. Influence of overweight and obesity on posture, overall práxis and balance in schoolchildren. J Hum Growth Dev. 2012;22(2):239-45. DOI: http://dx.doi.org/10.7322/jhgd.44937

22. Brasil MR, Oliveira VM, Chumlhak Z, Estevão BJ, Silva TR, Silva SR. Associação entre (in) satisfação com a imagem corporal, estado nutricional e nível de coordenação motora em crianças e adolescentes de projetos esportivos. Cinergis. 2015;16(2):82-6. DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v16i2.5603

23. Soares NIS, Leone ID, Costa VB, Silva VF, Cabral PUL, Vieira CMS, et al. Coordenação motora em escolares: relação com a idade, gênero, estado nutricional e instituição de ensino. Rev Biomotriz. 2014;8(1):36-48.

24. Saker ARPM, Lima Neto AJ, Oliveira LS, Souza MSC, Carvalho MIMM. Avaliação da coordenação corporal pelos escolares da bateria de testes KTK em escolares do ensino fundamental. Coleção Pesquisa em Educação Física. 2012;11(1):89-98.

25. Guedes DP, Miranda Neto JT, Silva AJRM. Desempenho motor em uma amostra de escolares brasileiros. Motricidade. 2011;7(2):25-38. DOI: http://dx.doi.org/10.6063/motricidade.7(2).108

26. Capistrano R, Ferrari EP, Alexandre JM, Silva RC, Cardoso FL, Beltrame TS. Relation between motor perfomance and physical fi tness level of schoolchildren. J Hum Growth Dev. 2016;26(1):174-80. DOI: http://dx.doi.org/10.7322/jhgd.119261

27. Tenório MCM, Barros MVG, Tassitano RM, Bezerra J, Tenório JM, Hallal PC. Atividade física e comportamento sedentário em adolescentes estudantes do ensino médio. Rev Bras Epidemiol. 2010;13(1):105-17. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2010000100010

28. Hardy LL, Reinten-Reynolds T, Espinel P, Zask A, Okeley AD. Prevalence and correlates of low fundamental movement skill competency in children. Pediatrics. 2012;130(2):390-8. DOI: http://dx.doi.org/10.1542/peds.2012-0345

29. Lopes L, Santos R, Moreira C, Pereira B, Lopes VP. Sensitivity and specificity of different measures of adiposity to distinguish between low/high motor coordination. J Pediatr. 2015;91(1):44-51. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.jped.2014.05.005

30. Prskalo I, Badric M, Kunjesic M. The percentage of body fat in children and the level of their motor skills. Coll Antropol. 2015;39(Suppl 1):21-8.
Publicado
2019-05-06
Seção
Artigos Originais