Curso Experimental de Medicina na FMUSP e suas conjecturas de implementação

Autores

  • Patricia Teixeira Tavano USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/khronos.v0i4.133251

Palavras-chave:

Curso Experimental de Medicina. Faculdade de Medicina da USP. Educação em Saúde. Currículo médico.

Resumo

No ano de 1968, a Faculdade de Medicina da USP iniciou uma experiência educacional designada Curso Experimental de Medicina (CEM). Oferecido concomitante ao seu curso médico convencional, o CEM trazia uma proposta curricular distinta, organizando os conteúdos em blocos, integrando-os verticalmente, inserindo os estudantes mais precocemente na prática clínica, e introduzindo a atenção primária e secundária como parte do percurso formativo. Este artigo é baseado em tese de doutorado apresentada à Faculdade de Educação da USP, e busca recuperar os protagonistas propositores e as contingências de proposição do CEM, tendo como base a análise de documentos escritos e orais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-09-11

Como Citar

Tavano, P. T. (2017). Curso Experimental de Medicina na FMUSP e suas conjecturas de implementação. Khronos, (4), 84-101. https://doi.org/10.11606/khronos.v0i4.133251

Edição

Seção

Artigos