[1]
D. R. Amaro, “Uma questão inconveniente: a ideia de progresso como conceito fundador e estruturante da cientificidade da história da arte.”, Khronos, nº 4, p. 132-152, set. 2017.