O poder do rei na tragédia de Eurípides

  • Wilson Alves Ribeiro Junior Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Realeza, tirania, tragédia grega, Eurípides, história grega

Resumo

Do ponto de vista histórico, a instituição dos reis gregos é insuficientemente documentada e sua exata natureza está ainda por se revelar. A julgar pela obra dos poetas arcaicos e clássicos, no entanto, as características da realeza ficaram bem gravadas na memória dos gregos do Período Clássico. Nesta oportunidade, foram selecionadas e estudadas algumas passagens da tragédia de Eurípides nas quais a participação do rei pode detalhar ou esclarecer alguns aspectos do poder monárquico nas antigas comunidades gregas e seu reflexo no imaginário dos gregos do século V a.C.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-11-01
Como Citar
Ribeiro Junior, W. (2014). O poder do rei na tragédia de Eurípides. Letras Clássicas, 18(2), 57-73. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v18i2p57-73
Seção
Artigos