Mythos e logos nos diálogos platônicos

  • Donaldo Schüler Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Faculdade de Letras
Palavras-chave: mythos, logos, diálogo, sofistas, Heráclito, Platão

Resumo

Ao contrário do que se pensava no século passado, mythos e logos podem freqüentar o mesmo tempo e o mesmo espaço. Há momentos irracionais no mito; ainda assim, não se queira declará-lo alheio a preocupações lógicas, se consideramos genealogias e a estrutura dos relatos míticos. Para Heráclito, mythos não é desordem, é outra ordem. Os sofistas libertam o discurso (logos) da natureza (physis). Platão subtrai o discurso da autoridade do orador, ao qual os sofistas o tinham submetido. O mito platônico renova a arte de dizer.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1998-10-12
Como Citar
Schüler, D. (1998). Mythos e logos nos diálogos platônicos. Letras Clássicas, (2), 317-333. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i2p317-333
Edição
Seção
Artigos