O terrível dom do saber: o conflito entre o rei e o adivinho no Édipo Rei de Sófocles

Autores

  • Lúcia Rocha Ferreira Universidade Federal do Amazonas; Instituto de Ciências Humanas e Letras

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i6p79-98

Palavras-chave:

tragédia, Sófocles, Édipo Rei, profecia, mântica, oráculo, enigma.

Resumo

No Édipo Rei de Sófocles, a tensão que é própria da tragédia toma a forma de uma acirrada disputa entre o rei e o adivinho, que se mostra como uma disputa pelo saber. Inserida no âmbito de um misterioso universo verbal em que as palavras ao mesmo tempo dizem e calam, a ação dramática põe em jogo, ao confrontar o poder do rei e os dons do adivinho, a eficiência da palavra nos vários domínios em que pode vigorar a força da palavra. Pretende-se discutir, aqui, o sentido dessa disputa em que poder e saber se entrelaçam, e na qual figuram, numa significativa alternância de valores, as imagens do dia e da noite.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-10-26

Como Citar

Ferreira, L. R. (2002). O terrível dom do saber: o conflito entre o rei e o adivinho no Édipo Rei de Sófocles. Letras Clássicas, (6), 79-98. https://doi.org/10.11606/issn.2358-3150.v0i6p79-98

Edição

Seção

Artigos